Por saúde, família pressiona Muricy a se aposentar

BRASIL – Esposa, sogra e os três filhos têm pressionado o técnico do São Paulo, Muricy Ramalho, a “dar um tempo com o futebol”, isto é, se aposentar. A conversas neste sentido começaram desde que ele recebeu alta e voltou para casa, no último domingo, após passar quatro dias internado por conta de uma arritmia cardíaca.

É o que informa o jornalista Jorge Nicola em sua coluna desta sexta-feira no “Diário de S. Paulo”. Ele conversou com familiares do treinador, de 58 anos – fará 59 em 30 de novembro -, e também com o seu auxliar-técnico, Tata.

“A decisão vai ser sempre do Muricy, mas nós temos dito que ele anda muito estressado, precisando descansar. São quase 20 anos nessa profissão pesada de treinador, sem nunca parar”, afirmou Neusa, sogra e, segundo o colunista, espécie de segunda mãe do técnico.

“Ela [sogra] bate na tecla de que o Muricy tem de respirar um pouco e dar uma parada boa”, disse Rose, esposa do treinador há 37 anos.

Os filhos, Fabíola, Muricy Junior e Fábio, temem que a pressão q que Muricy se impõe no dia a dia prejudique ainda mais sua saúde, como aconteceu com o já falecido e que também era técnico Telê Santana.

Tata, no entanto, duvida que o treinador se aposente em dezembro deste ano. “Mas eu acho que o Muricy pode cogitar a ideia de tirar férias prolongadas no fim do contrato com o São Paulo”, opinou. O vínculo com o clube paulista vai até dezembro de 2015.

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password