Pombos são flagrados levando celulares a presos no interior

Com uma espécie de mochila, os pombos que têm acesso ao pátio da Penitenciária de Pirajuí, distante 398 km de São Paulo, estão sendo “recrutados” pelo crime para levar aparelhos celulares para os detentos que cumprem pena no local.

A administração da unidade confirma que flagrou desde o começo do mês dois pombos com celulares e drogas nessa espécie de mochila. Mas o número pode ser ainda maior. De acordo com uma fonte do local, sete pombos já foram encontrados no pátio com essa espécie de compartimento. “A visualização dessas aves na penitenciária, ou perto dela, é quase que diária”, afirmou.

O caso veio à tona quando um dos pombos não aguentou o peso da encomenda e chocou-se contra a janela de vidro de um dos pavilhões e morreu. Ao perceber a ave, os agentes encontraram um aparelho celular, bateria e chip.

Em outro caso, uma dessas aves foi capturada do lado de fora da penitenciária e os agentes encontraram, no compartimento preso ao dorso do pássaro, outro aparelho celular. Foram instaurados dois inquéritos na Delegacia de Polícia da cidade para apurar o crime.

Tanto para a promoção da entrada de aparelhos celulares quanto pela entrada de drogas nas unidades prisionais, o acusado pode ser punido com prisão. O detento que for flagrado com aparelho ou droga também é passível de punição administrativa.

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password