Polícia realiza nova perícia em carro de cantor após denúncia

BRASIL – A Polícia Civil de Goiás identificou que as rodas originais do carro de Cristiano Araújo foram trocadas, e agora investiga se as peças colocadas podem ter causado o acidente que matou o sertanejo na última quarta-feira (24), na rodovia BR-153, entre os municípios de Goiatuba e Morrinhos, a 200 km da capital Goiânia.

 
“Nesse meio tempo, recebemos uma denúncia anônima dizendo que essas rodas teriam sido soldadas. Apreendemos essas rodas e requisitamos um novo laudo pericial”, explicou o delegado Fabiano Jacomellis ao “Bom Dia Brasil”, da TV Globo.

 
Na última quinta-feira (23), funcionários da empresa que cuida da via em que o automóvel capotou analisaram o trecho doacidente. De acordo com os resultados, o veículo saiu da pista e andou 40 metros antes de bater em uma canaleta. Após a colisão, ainda capotou por mais 50 metros, totalizando 90 metros percorridos entre o ponto onde o motorista perdeu o controle, até a parada total do carro.

 
Com os números, também será possível calcular a velocidade média em que a Land Rover do sertanejo circulava na ocasião do acidente – uma das hipóteses ainda estudadas por autoridades é que a cena tenha sido agravada pelo excesso de velocidade.
Cristiano Araújo morreu após o carro em que estava capotar. No veículo viajava também Allana Coelho Pinto de Moraes, sua namorada, que faleceu no local. Além da dupla, o segurança e o empresário do músico estavam no automóvel, mas ambos sofreram apenas ferimentos leves.

 
O famoso deixou dois filhos: João Gabriel, de 6 anos, e Bernardo, de 2 anos.

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password