Polícia prende marido e irmão de vereadora de Pontalinda

PONTALINDA – O delegado seccional de Jales, Charles Wistom de Oliveira, confirmou ao jornal A Tribuna que a vereadora “Rosângela do Boy”, do PT de Pontalinda, está sendo investigada por tráfico de drogas.

 

O irmão dela foi preso há cerca de dez dias e o marido dela, conhecido como “Chumbinho”, foi preso na sexta-feira, dia 14 em uma grande operação deflagrada pela polícia na região.

 
Batizada de Operação Impacto, a ação polícia contou com 88 homens das polícias Civil e Militar, que prenderam 8 pessoas. Dois menores que foram levados para Guarani d’Oeste e seis homens que foram levados para a cadeia pública de Jales. 80 gramas de drogas foram apreendidas em três locais vistoriados pela polícia. Parte da droga foi encontrada enterrada no quintal da casa de um dos adolescentes detidos. “Há um contingente maior do que o que foi preso hoje e que depende da apuração dos casos, que ainda vão continuar a partir desse momento”.

 
Segundo o delegado, as investigações começaram há aproximadamente 60 dias, quando o irmão da vereadora foi preso e culminaram na sexta, quando o marido dela também foi levado para a cadeia. No total, 300 gramas foram apreendidos.

 
“Com base nesse trabalho de investigação, solicitamos à justiça oito mandados de prisão e 18 mandados de busca e apreensão em Pontalinda, Prudêncio e Moraes e Jales. Dois indivíduos foram presos em flagrante porque foram encontrados com certa quantidade de maconha e, como já tínhamos informações suficientes de que eles praticavam o tráfico, ele foi autuado em flagrante”, disse Charles Wistom.

 
A ação, ainda de acordo com o delegado, foi desencadeada graças a denúncias de moradores da própria cidade, que estavam preocupados com a prática ostensiva de tráfico.

 
A operação contou com a participação de cerca de 110 policiais, entre eles 88 civis (13 delegados) dos 22 municípios da seccional, militares de Jales, Fernandópolis e Rio Preto e até cães farejadores. “Foi um trabalho proveitoso, porque conseguimos concluir 110% do nosso objetivo, que eram 18 mandados e busca e apreensão e 8 de prisão. Agora o município deve atingir uma situação de normalidade e, assim, pretendemos realizar em outros municípios”.

Jornal A Tribuna

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password