Polícia prende acusado de matar empresário de Catanduva

A polícia de Catanduva prendeu o homem que matou o empresário José Lício Magatti, de 71 anos, na madrugada dessa sexta-feira, 30. A operação foi realizada pela Delegacia de Investigações Gerais (DIG), juntamente com a Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes (DISE) de Catanduva.

De acordo com as informações da polícia, o responsável pelo crime é Marcos Paulo Gonçalves, conhecido como “Maldade”, morador do bairro Jardim Imperial, em Catanduva. O acusado foi localizado em um rancho que fica no bairro Jardim Veraneio, na cidade de Fronteira-MG. A operação também contou com o apoio de policiais da cidade mineira.

Com Marcos Paulo, a polícia também encontrou a quantia de R$ 29 mil, valor que foi roubado do empresário antes de ser assassinado. O homem foi conduzido até a delegacia, onde será lavrado o auto de prisão em flagrante.

O latrocínio, que é roubo seguido de morte, aconteceu na manhã desta quinta-feira, dia 29, na região central de Catanduva. José Lício Magatti foi surpreendido pelo bandido na saída de um estacionamento, que fica entre as ruas Treze e Ceará. Marcos Paulo Gonçalves abordou Magatti e roubou uma pasta que a vítima carregava, contendo documentos, dinheiro e cheques. Durante a abordagem, o criminoso deu um tiro no abdômen do empresário. A vítima chegou a ser socorrida e encaminhada ao hospital Padre Albino.

O empresário passou por procedimento cirúrgico, mas não resistiu aos ferimentos. Esse foi o primeiro caso de latrocínio do ano em Catanduva, segundo a Secretaria do Estado da Segurança Pública. A cidade não registrava crimes do tipo desde junho de 2014.

(Colaborou: Luís Felipe Regis – diarioweb.com.br)

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password