Polícia investiga suspeita de maus-tratos em Rio Preto

Após a morte de seu pai de 72 anos, uma atendente procurou a polícia para relatar suspeita de maus-tratos; responsável pela clínica nega maus-tratos.

Uma mulher de 45 anos registrou boletim de ocorrência de maus-tratos após a morte de seu pai, na tarde deste sábado (29), em São José do Rio Preto/SP. A ocorrência é contra uma clínica da cidade. O responsável pela clínica nega a acusação.

Segundo informações do boletim de ocorrência, o aposentado de 72 anos morava sozinho em Iturama/MG. A família resolveu interná-lo em uma clínica de Rio Preto. No último dia 26, ele teria recebido alta e levado até a residência da mulher. No mesmo dia, a esposa da vítima foi trocar os curativos e estranhou os ferimentos nas pernas do idoso.

Ela chamou o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e o aposentado foi encaminhado à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Norte. No sábado, ele precisou ser transferido para o Hospital Estadual João Paulo II, onde não resistiu e morreu.

Em conversa com um dos médicos da UPA Norte, a filha foi alertada que o idoso teria sofrido maus-tratos na clínica. Quando entrou em contato com o responsável, segundo a mulher, ela foi ameaçada.

Diário entrou em contato com o responsável e, por telefone, ele negou que o idoso tenha sofrido maus-tratos na clínica. “Pelo contrário, ele era muito bem tratado aqui. Temos todos os comprovantes de todas as vezes que levamos ele no médico. Quando fomos buscá-lo, uma sobrinha dele foi quem nos chamou”, afirma ele.

O caso foi registrado na Central de Flagrantes e será investigado pelo 3º Distrito Policial.

FONTE: Informações | diariodaregiao.com.br

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password