Polícia Civil investiga morte de suspeito de estupro

Um pintor de 36 anos, sem residência fixa, morreu na manhã do último sábado na Santa Casa de Votuporanga. Ele era suspeito de ter cometido estupro contra vulnerável em fevereiro deste ano e deu entrada na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) no dia 27 de abril, após agressão física em que levou vários golpes na cabeça.

Diante da complexidade dos fatos que levaram o indivíduo à morte, o delegado Fabrício Goulart Boschilia requisitou a realização de exame necroscópico visando a apuração da causa do óbito.

A morte do pintor ocorreu por volta das 10h30 de sábado. Segundo informações apuradas no boletim de ocorrência, registrado como “morte suspeita”, policiais civis compareceram à Santa Casa, onde uma assistente social informou que a vítima tinha ido a óbito durante a madrugada, estando internada na UTI (Unidade de Terapia Intensiva), e que primeiramente, havia sido socorrida na UPA.

Consta que o paciente afirmou ao primeiro médico que o atendeu que havia sido vítima de agressões físicas, com vários golpes contra a cabeça. Ele apresentava crise convulsiva e confusão mental quanto ao acontecimento dos fatos. Ainda de acordo com o que foi apurado pela polícia, o pintor figura como averiguado do crime de estupro de vulnerável, fato que teria ocorrido no dia 1º de fevereiro de 2012.

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password