Arma usada no crime contra cortadores de cana é encontrada

Ilustração

A polícia de General Salgado (SP) encontrou a arma usada por um professor, que teria se irritado com os vizinhos, que são cortadores de cana, e atirado contra eles. Um homem morreu e outro está internado em estado grave.

A população não consegue acreditar que o professor de ciências João Tadeu Arruda tenha tido coragem de cometer os crimes, mas a polícia abriu inquérito. O professor ficou muito conhecido há sete anos quando encontrou o fóssil de um réptil, que teria vivido na região há 90 milhões de anos.

Segundo testemunhas tudo aconteceu na calçada. O professor teria discutido com os vizinhos por causa do barulho. Irritado, ele entrou em casa, pegou a arma e voltou atirando. Dois tiros acertaram José Raimundo Ferreira de 32 anos. Ele veio do Nordeste e estava na cidade há 3 meses para trabalhar na cana-de-açúcar. Um rapaz de 19 anos também foi baleado.

A arma usada no crime foi uma carabina calibre 22, apreendida pela polícia. Revoltados, vizinhos apedrejaram e colocaram fogo na casa do professor. As chamas foram apagadas por outros moradores da rua, que não acreditam que o professor teria sido capaz de cometer o crime.

O caso está sendo investigado pela Polícia Civil. O professor fugiu e está sendo procurado

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password