Polícia divulga raio-x dos acidentes em Votuporanga

O trânsito de Votuporanga é perigoso, mata e fere a cada dia. É o que aponta um balanço dos acidentes de trânsito em 2011, elaborado pela Polícia Militar, a pedido do vereador José Carlos Leme de Oliveira. A reportagem do jornal A Cidade teve com exclusividade, acesso às informações que apontam que no ano passado houve um total de 1742 acidentes nas ruas e avenidas que cruzam a cidade.

Os dados estatísticos foram disponibilizados pelo Comandante da Terceira Companhia da Polícia Militar, Capitão Edson Fávero. O ofício elaborado pelo capitão, refere-se ao mapeamento estatístico realizado pela PM, referentes aos 1742 acidentes de trânsito atendidos no ano de 2011, registrados em boletins de ocorrências, média de 4,77 por dia. Fávero esclareceu que esse número é ainda maior, já que não foram computados acidentes em rodovias, nem colisões em que as partes envolvidas não acionam Polícia Militar, ou comparecem diretamente nos distritos policiais.

Anexo às informações, também foi divulgado o total de acidentes contabilizados em 2012, até o dia 25 de março, ou seja, domingo passado. No período, 429 acidentes foram atendidos pela PM, uma média de 5 por dia.

O Capitão Fávero também destacou os dados estatísticos divulgados pela Secretaria de Segurança Pública do estado de São Paulo, referentes às vítimas de acidentes no município em 2011. Segundo o comandante da PM, “se vê que a violência do trânsito em Votuporanga fere e mata mais que a criminalidade tradicional, caracterizada por homicídios e lesões corporais diversas. Enquanto o trânsito tirou a vida de 15 pessoas e lesionou 1247, foram vítimas de homicídio sete pessoas e 672 se feriram em lesões corporais diversas”.

Colisões envolvendo motocicletas representam quase 70% do total

Ainda segundo o balanço da Polícia Militar, dos 1742 acidentes registrados em 2011 em ruas e avenidas de Votuporanga, 1104 deles tiveram o envolvimento de motocicletas. O número representa aproximadamente 70% de todas as ocorrências. O aumento do número de acidentes de trânsito envolvendo motocicletas no Brasil preocupa não só os órgãos de trânsito municipais, mas do país e do mundo. A Organização Mundial de Saúde (OMS) está convencida de que os motociclistas são os principais responsáveis pelos acidentes.

“Consideramos que 70% das causas [de acidente] são devidos a fatores humanos. E, agora, temos o problema das motocicletas: com o aumento da frota de motocicletas aumentou muito o número de acidentes devido a má condução do veículo”, disse Mercedes Maldonado, representante da OMS no Brasil. Os números mostram que as principais causas de acidente de trânsito no Brasil são excesso de velocidade (26%), infraestrutura rodoviária (20%) e motocicletas (16%).

Horário de almoço e início da noite lideram as ocorrências

A Polícia Militar contabilizou o índice de acidentes de trânsito em Votuporanga de acordo com cada hora do dia e confirmou o que muita gente suspeitava. Os horários com maior incidência de acidentes são mesmo o período do almoço e o início da noite.

Segundo o mapeamento do trânsito, no período entre às 11h e às 14h, que ocorre a entrada e saída de funcionários de fábricas e do comércio para o almoço, foram registrados 372 acidentes. Horas depois, o perigo aumenta novamente.

Entre as 16h e às 19h, a PM atendeu em 2011 um total de 389 acidentes. neste período, a hora com maior número de ocorrências foi entre às 18 e 19h, em que ocorre a saída de funcionários do comércio e também a ida de estudantes para faculdades, cursos e escolas.

Dias da semana

Com relação aos dias da semana, os sábados foram os “campeões” no número de acidentes no ano passado. O último dia da semana registrou um total de 282 acidentes de trânsito. As segundas-feiras, com 267 e sextas-feiras, com 262 vieram logo atrás.

Em 2012, já são 235 feridos e seis mortos em ruas e avenidas

No total, o ano teve 429 acidentes, até o dia 25 de março, sendo 254 envolvendo motocicletas. Ao menos por enquanto, o dia da semana que existe maior incidência de ocorrência é a sexta-feira, com 71 casos e o horário mais violento é o entre às 17h e 18h, com 39.

Apenas nas ruas e avenidas que cruzam a cidade, foram seis mortes. Estão nesta lamentável estatística o jovem Dagoberto Júnior do Nascimento Lau, de 17 anos, o lavrador Leontino Francisco, de 55 anos, Cícero Ferreira, de 59 anos, Reinaldo Florêncio Pereira, de 26 anos, Iuri João Pache, de 22 anos, que faleceu no dia 5 de março devido aos graves ferimentos sofridos em uma colisão na rua São Paulo, e o adolescente. Patric Strocat Amaro de Oliveira, de 14 anos, filho do radialista Benoni Amaro, que morreu após ficar dez dias na UTI. Ele foi encontrado caído ao lado da bicicleta dele, no dia 4 de março, no Parque das Nações.

Vereador José Carlos apresenta o projeto “Paz no Trânsito”

Paz no trânsito, com menos acidentes e, consequentemente vítimas. Este é o objetivo de um plano municipal para reduzir os acidentes no trânsito em Votuporanga. A proposta foi apresentada pelo vereador José Carlos Leme de Oliveira na última segunda-feira, durante sessão ordinária do Legislativo votuporanguense.

O projeto baseado em números e estudos feitos por órgãos especializados em trânsito aponta a necessidade urgente de se implantar um projeto desta natureza em Votuporanga. Conforme o vereador, existe a necessidade da Câmara, em conjunto com outros segmentos, promovam um amplo debate objetivando a implantação do programa Paz no Trânsito. “O programa Paz no Trânsito que propomos serviria para estabelecer metas a serem cumpridas a curto, médio e longo prazo visando tornar nosso trânsito menos violento e assim sermos modelo para todo o País nesse segmento, a exemplo da área educacional”, apontou o vereador José Carlos. (Jociano Garofolo – A Cidade)

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password