Polícia conclui nesta sexta inquérito da morte de Kelly Cadamuro

O assassinato da jovem de 23 anos, de Guapiaçu, Kelly Cadamuro, está praticamente esclarecido e nesta sexta-feira (10), a Polícia Civil de Frutal (MG), deve concluir o inquérito.

O delegado regional da cidade, Cézar Felipe Colombari da Silva, que também cuida do caso, ainda aguarda laudos, mas afirmou em entrevista à Gazeta que o caso está finalizado e que com certeza houve estupro.

Muitas perguntas feitas pela população como, por exemplo, do porquê o bandido ter viajado mais de 100 quilômetros apenas para roubar o carro podem ainda estar sem respostas. Mas para o delegado o delegado regional de Frutal, Cezar Felipe Colombari da Silva, que também cuida do caso, o crime já tem um ponto final.

Diante te todas as provas que colhemos, celulares apreendidos, laudos técnicos, podemos afirmar com convicção de que não houve mandante e não teve a participação de mais ninguém. Inclusive investigamos os familiares dela, o namorado e não há indícios de participação de terceiros. O suspeito matou por matar, a sangue frio, com murros e estrangulamento apenas para levar o carro da vítima”, diz.

A polícia ainda aguarda o laudo da Perícia Técnica para comprovar se houve ou não o estupro. “Nós temos 99% de certeza que houve estupro, pode ser que não foi de forma violenta já que os órgãos genitais não estavam com evidências, mas o fato dele contradizer como estava a calcinha dela e onde foi encontrada a calça temos certeza disso”, afirma.

O delegado diz ainda que o inquérito será concluído na tarde desta última sexta-feira (10/11). “Só está faltando o laudo do IML e o laudo pericial da reconstituição, mas já temos as provas conclusivas”, finaliza o delegado em entrevista à Gazeta.

Gazeta de Rio Preto

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password