Polícia Civil prende trio suspeito de homicídio

Uma equipe da DIG/DISE de Rio Preto prendeu na manhã desta quarta-feira, dia 6, três homens suspeitos de assassinar o marmorista Jeckson Max Teodoro da Silva, 33 anos. O crime ocorreu no dia 20 de março e o corpo da vítima foi encontrado na estrada do Pesqueiro São Pedro, no bairro Bom Sucesso.

Segundo as informações da polícia, através de investigações, foi constatado que na madrugada do crime, houve uma briga próxima a um bar na região. Os investigadores descobriram que um dos suspeitos, J.N.M.S, 27 anos, teria iniciado uma discussão com a vítima, que era frequentador do bar.

Em determinado momento, teria iniciado as agressões e, devido às graves lesões, a vítima não resistiu. Policiais civis descobriram ainda que duas outras pessoas estavam aliadas ao suspeito, T.O.B, 35 anos, e A.A.C.N, 22 anos. Os nomes dos suspeitos não foram divulgados pela polícia.

Os três serão ouvidos pelo delegado responsável pelo caso. Em seguida, serão encaminhados ao Centro de Detenção Provisória (CDP), onde permanecerão à disposição da Justiça.

O caso

O marmorista Jeckson Max Teodoro da Silva foi encontrado morto na manhã do dia 20 de Março, na estrada do Pesqueiro São Pedro, no bairro Bom Sucesso, em Rio Preto. O corpo, que tinha sinais de facadas e pancadas na cabeça, foi encontrado por populares que passavam pelo local. De acordo com registro policial, moradores próximos do local ouviram barulhos na estrada durante a madrugada, mas, com medo, ninguém saiu para checar do que se tratava. A vítima foi encontrada sem vida e apresentava sinais de violência, com facadas no tórax, na nuca e um corte profundo na garganta, além de uma lesão na cabeça, possivelmente provocada por uma pedra grande que estava próxima à sua cabeça.. Não foi encontrado nenhum instrumento cortante que poderia ter causado as outras lesões.

Colaborou Laura Karan

Diário da Região

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password