Polícia Civil investiga casos de estupro em Rio Preto

Segundo a SSP, foram registrados 82 casos na cidade apenas neste ano. Em menos de um mês 4 mulheres foram vítimas de casos semelhantes.

A Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de São José de Rio Preto (SP) investiga os casos de estupros ocorridos na cidade nas últimas semanas. Em menos de um mês quatro mulheres foram vítimas e o que chama a atenção da polícia é que a ação dos criminosos é bem parecida: roubam e estupram as mulheres. A polícia investiga se há relação entre os casos, ou se são isolados.

De acordo com dados da Secretaria de Segurança Pública (SSP), de janeiro a agosto deste ano foram registrados 82 estupros em Rio Preto, 43 deles ocorreram na região norte da cidade.

Somente na área do 4º Distrito Policial, onde estão localizados os bairros Solo Sagrado, Santo Antônio, Jardim das Oliveiras e Parque da Cidadania foram registrados 26 casos. Outros 17 foram registrados pelo 6º Distrito Policial, que também atende a ocorrências da região norte da cidade.

Outra região que teve alto índice de estupro neste ano foi a do 3º Distrito Policial, responsável pelos bairros Alto Alegre, Jaguaré, João Paulo Segundo e Jardim Nazareth, segundo ainda levantamento da SSP.

O último caso de estupro foi registrado no bairro Quinta das Paineiras. Uma mulher de 21 anos foi estuprada e roubada por dois ladrões quando ia entrar em casa. Segundo a polícia, os criminosos ameaçaram a vítima, roubaram eletrônicos da casa, além de estuprá-la.

Na semana passada, outro caso parecido aconteceu na região norte de Rio Preto. Uma mulher de 42 anos foi estuprada dentro da própria casa, no Jardim Santo Antônio, na quinta-feira, dia 13 de outubro. De acordo com informações do boletim de ocorrência, a vítima, que é casada, estava sozinha em casa, quando foi surpreendida por dois homens que invadiram a casa pelos fundos.

No dia 27 de setembro, uma farmacêutica de 30 anos foi estuprada ao sair de um banco na avenida Potirendaba, zona sul de Rio Preto. Segundo a polícia, o homem obrigou a vítima a entrar no carro dela e a levou para um matagal, perto do distrito de Talhado. Quatro dias antes, no dia 23 de setembro, uma mulher de 28 anos foi vítima de uma tentativa de estupro dentro da própria casa, no Jardim das Oliveiras. A Polícia Civil investiga os casos e, apesar de ainda não tê-los esclarecidos, apura se os crimes têm ligação. G1

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password