Polícia Civil faz buscas por Buiú em quatro cidades

Os últimos momentos da jovem Aline Barbosa, 23 anos, foram de desespero e muita brutalidade. Laudos entregues por um médico legista à delegada responsável pelo caso, Edna Rita de Oliveira Freitas, titular da DDM (Delegacia de Defesa da Mulher) comprovam a sede insana de violência que João Henrique Rodrigues, conhecido por “Buiú”, único suspeito apontado pela investigação, empregou para despedaçar a vida da jovem.
Não satisfeito em esfaquear, a perícia constatou que ele atirou a vítima da janela do segundo andar do apartamento onde morava, na rua Itália, no Parque das Nações.
O crime aconteceu no dia 16 de fevereiro deste ano, um domingo, no período da tarde. Buiú até hoje segue foragido e seu rastro é seguido em ao menos quatro cidades de São Paulo e Mato Grosso do Sul. 
Segundo a investigação, Aline foi golpeada com pelo menos 13 facadas, mas, de acordo a delegada, a causa da morte foi um corte no pescoço, que ocasionou intenso sangramento, e que teria lhe tirado as forças para buscar qualquer auxílio. “Foi confirmado que foi um golpe que acertou a veia carótida. Ela teve uma hemorragia muito intensa, e isso levou à morte. Tanto que no laudo, pedi para o perito confirmar se com as lesões existentes, ela teria condições de ter saltado, na tentativa de se salvar, ou se o autor teria atirado a Aline pela janela. Pelo sangramento que ela teve, que deve ter causado uma fraqueza muito grande, chegamos a conclusão de que ela foi lançada, e que não teria força física para saltar da janela do prédio”. 

A fuga de Buiú
Edna Rita disse também que o inquérito policial está praticamente concluído e que todas as testemunhas já foram ouvidas. Além disso, todos os laudos periciais já foram entregues à investigação. Com isso, a última peça do “quebra-cabeça” é mesmo a prisão de Buiú. E para chegar ao suspeito, policiais da DDM, além de apurar informações em Votuporanga, já se deslocaram para outras três cidades.
“Apesar de a sociedade estar cobrando, achando que a polícia não está fazendo nada, nós fizemos diversas diligências no sentido de conseguir a prisão dele. Já fomos averiguar fora de Votuporanga, na cidade de Cotia, em Aparecida do Taboado, no Mato Grosso do Sul, onde residem alguns familiares dele, além de Santa Fé do Sul”.
Com relação às denúncias feitas por familiares de Aline, de que Buiú estaria fazendo ameaças e rondando as casas deles, a delegada afirmou que foram todas averiguadas e que, inclusive, um suspeito acabou detido, mas não era o Buiú. “A família da Aline tem confundido, dizendo que ele tem sido visto na cidade. Nós verificamos as informações que foram passadas e constatamos que existe um indivíduo que tem características semelhantes as do Buiú.
Eu acredito que o suspeito não está na cidade. Estão sendo empreendidas diligências para detê-lo. Já tenho a prisão dele decretada. Tenho informações de que não fica em um lugar só, mas sim que tem fugido de diversas localidades. Tenho plena convicção de que pode até passar por aqui (Votuporanga) de vez em quando, mas que ele não está na cidade”, disse ao A Cidade a delegada da DDM.

Jociano Garofolo

jocianogarofolo@hotmail.com

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password