Polícia abre sindicância para apurar fuga de presos em Rio Preto

O comando da Polícia Militar informou nesta quinta-feira (19) que abriu sindicância interna para apurar a morte dos dois suspeitos durante a fuga que aconteceu na noite desta quarta-feira (18) no CPP, Centro de Progressão Penitenciária, em São José do Rio Preto (SP). A Secretaria de Administração Penitenciária também vai investigar.

A polícia ainda não identificou o outro bandido morto durante a fuga. Ele fazia parte da dupla que ajudava os detentos, outro homem fugiu. Continuam foragidos quatro presos que conseguiram sair do CPP.

A fuga ocorreu no fim da noite, quando seis presos escaparam por um buraco feito na cerca, na parte de trás do Centro de Progressão Penitenciária. Policiais militares que estavam em frente ao prédio foram avisados e começaram uma perseguição.

A PM reforçava a segurança do CPP, por causa do salário dos presos que foram beneficiados com a saída temporária de Natal, nesta quinta-feira. Ao todo, dos 1,5 mil detentos, 1,3 mil vão ficar com família até o dia 26. Os seis condenados que fugiram não teriam a regalia. “Vieram duas pessoas de fora ajudar na fuga e agora a perícia está sendo feita para ter certeza do que aconteceu”, afirma o delegado Hélio Reis.

Os fugitivos percorreram cerca de 600 metros, em meio a mata fechada. Quando chegaram perto de uma plantação de eucaliptos, eles teriam avistado os policiais, que faziam buscas no local, e começado a atirar. A polícia, então, revidou. Um dos mortos era detento e tinha 21 anos. O outro, ainda não foi identificado. A polícia acredita que seja um dos homens que teriam facilitado a fuga, pelo lado de fora.

 

G1

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password