PM prende um e mantém caçada a fugitivos do CPP

Um dos seis fugitivos do Centro de Progressão Penitenciária (CPP) foi recapturado seis horas após a fuga da unidade prisional, em Onda Verde.

O detento Edson Martins Araújo, 36 anos, foi preso pela Polícia Militar em um posto de combustível nas margens da BR -153, às 3 horas de ontem. De acordo com a Polícia Militar de Onda Verde, Araújo foi encaminhado à delegacia da cidade.

Ele, que cumpria pena por roubo e tráfico de drogas, perdeu o direito ao semiaberto e foi conduzido ao regime fechado.

A fuga aconteceu na noite de anteontem. Seis presos escaparam do CPP pelo alambrado com auxílio de dois comparsas que aguardavam do lado de fora. O grupo correu para uma área de mata próxima da BR-153. Dois deles – o reeducando Jonatas Rogério dos Santos, 21 anos, e um dos comparsas – morreram e os outros cinco detentos e o segundo homem que ajudou na fuga conseguiram escapar.

Com Santos e o comparsa (ainda não identificado) foram encontrados dois revólveres calibre 38. Santos estava preso desde 27 de fevereiro, após tentativa de roubo em relojoaria de Mirassol, sendo condenado a 3 anos, 1 mês e 10 dias, em regime semiaberto.

Caçada

A polícia procura pelos outros quatro fugitivos: Lucas Machado de Barros Casttellar, 33 anos, Leandro Benedito Lagatta, 30 anos, Claudinei Paula da Costa, 35 anos, e José Maria Baldi, 34 anos. Três deles tiveram o benefício de saída temporária de Natal negados pelo juiz corregedor e os outros três não tinham os requisitos necessários para usufruir o benefício.

O coronel Azor Lopes da Silva Júnior, comandante do CPI-5, informou que os policiais envolvidos na ação iniciaram o programa de acompanhamento da PM para detectar se eles estão aptos para o trabalho na rua. “Principalmente o apoio psicológico, porque evidentemente nenhum ser humano depois de matar uma pessoa sente prazer, a não ser que seja doente.”

O comando da Polícia Militar abriu sindicância interna para apurar as circunstâncias da morte do fugitivo e do comparsa durante o confronto. A assessoria da Secretaria de Administração Penitenciária (SAP) também disse que vai investigar se houve facilitação por parte de algum funcionário. “Foram instaurados procedimentos disciplinares em desfavor dos sentenciados e procedimento apuratório para identificar possíveis responsabilidades funcionais”, diz a nota.

Nove horas na rua e já furtou bicicleta

Nove horas depois de ganhar a liberdade com a saída temporária do Centro de Progressão Penitênciária (CPP), o detento Leandro da Silva Alves, foi preso pela Polícia Militar, acusado de ter furtado uma bicicleta. Aos policiais ele disse que estava cansado por ter que fazer o trajeto da unidade prisional, nas margens da BR-153, até a casa dele, na Boa Vista.

A polícia chegou até Alves por meio de uma denúncia feita por um primo do próprio preso ao telefone de emergência da PM, 190, por volta das 15 horas. “O rapaz ligou e disse que o preso havia chegado em casa com uma bicicleta que não era dele. Ao ser abordado, inicialmente o detento negou, mas depois acabou confessando”, contou o soldado Alexandre Lázaro.

O preso indicou o endereço onde havia pegado a bicicleta, na rua José Segali Filho, Vila Clementina. Em contato com os moradores da casa, os policiais constataram que a bicicleta estava no quintal quando foi furtada. A vítima, um adolescente de 15 anos, ficou emocionada com a devolução. “Eu havia gastado R$ 120 com a troca de pneus, câmara de ar e o banco, na semana retrasada.

O dinheiro da reforma eu ganhei da minha avó, de Natal. Estou muito feliz que os policiais acharam minha bicicleta”, falou o jovem. Alves foi encaminhado à Central de Flagrantes. Preso também por furto, no regime semiaberto, ele cumpria pena desde o dia 18 de fevereiro. Agora, ele será conduzido ao regime fechado.

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password