PM destaca importância do monitoramento

Capitão Édson Fávero diz que a Polícia Militar é totalmente favorável à existência e ampliação desta tecnologia na cidade

Votuporanga implantou recentemente equipamentos que ajudam a atuação de autoridades da segurança pública. As câmeras de monitoramento são instrumentos que auxiliam a identificar possíveis atos criminosos e também a evitá-­los. Para o Comandante da Polícia Militar de Votuporanga, capitão Édson Fávero, em um futuro próximo, com mais investimentos, o uso deste instrumento pode ser ainda mais positivo.

Hoje, quando a Polícia Militar deseja verificar alguma imagem, se desloca até a Central de Monitoramento da Secretaria Municipal de Trânsito, Transporte e Segurança. Diariamente, os aparelhos são manuseados por empresa contratada pela Prefeitura e as imagens são compartilhadas com os policias quando necessário.

Segundo o comandante da PM, o ideal é que num futuro próximo as câmeras sejam manuseadas por policiais militares, profissionais que possuem preparo policial para identificar situações de crimes que estejam ocorrendo ou na iminência de ocorrer.

Esta mudança poderia ocorrer através da contratação de mais policiais pela Atividade Delegada, programa em que a Prefeitura contrata policiais de folga para reforçar o efetivo nas ruas. “Há que se verificar o custo/benefício do investimento, que tenho certeza, é positivo”, falou o comandante.

“A Polícia Militar é totalmente favorável à existência e ampliação desta tecnologia. Não se pode apenas se falar em aumento de efetivo, pois novas tecnologias potencializam a atuação de homens. Se complementam”, destacou o comandante.

Para o capitão, além de registrar imagens que possam esclarecer crimes, as câmeras têm o caráter preventivo. “Quem tem conhecimento da presença delas, certamente se sente inibido em praticar delitos naquela região”, disse.

Como exemplo de trabalhos que se completam, o comandante da PM citou o caso do furto da coroa da imagem de Nossa Senhora Aparecida da igreja matriz. “A simples imagem do autor não elucidou o caso, e sim através do trabalho de investigação é que isso foi possível. Como eu disse se complementam”. Leidiane Sabino/A Cidade

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password