PM cria força-tarefa contra ataques a caixas eletrônicos

Cidade pequena, sinônimo de calmaria, sem caos no trânsito, onde casos de violência são raros e moradores se conhecem.

 

De madrugada é possível ouvir o galo cantar.
Essa paz em cidades da região de Rio Preto durante a madrugada não existe mais. E quem tenta cantar de galo agora são bandidos com ousadas ações para explodir caixas eletrônicos. Os assaltos mudaram a rotina nas cidadezinhas.

 

 

Os furtos seguem um roteiro tradicional. De madrugada, explosões de caixas e acordam moradores. Eles usam dinamite. Bandidos dão tiros para o alto e algumas vezes em postos onde ficam equipes reduzidas da Polícia Militar. A cena repetiu-se três vezes na última semana. Acusados de participar de um dos casos foram presos na quinta-feira.

Diante do aumento de casos, a Polícia Militar da região de Rio Preto criou uma espécie de força-tarefa para tentar coibir as explosões de caixas. A operação consiste em deslocar equipes da PM de Rio Preto para rondas durante a madrugada em cidades pequenas. “A incidência é muito grande em cidades de menor porte.
Nessas cidades temos feito rondas em horários variados, principalmente de madrugada. Mas é claro que quem opera no outro lado, o da criminalidade, também fica atento às nossas ações”, afirmou o comandante da Polícia Militar de Rio Preto e região, Azor Lopes da Silva Júnior.

Para o comandante, no entanto, além da força policial, os bancos deveriam investir mais em equipamentos de segurança.
Em Catanduva, criminosos explodiram um caixa eletrônico e fugiram com o dinheiro ontem. Na última quarta-feira, foi a vez de Irapuã. Quatro agências bancárias foram explodidas. Os criminosos usaram dinamite para explodir os caixas.
“Nosso sossego acabou. A gente não deixa mais filhos ficarem na rua à noite. Antes não existia essa preocupação”, afirmou a professora Marta Maria Alves, de 61 anos. Ela mora em Onda Verde, cidade com pouco mais de 4 mil habitantes.

 

 

A cidade foi sacudida em abril deste ano. Era madrugada quando a agência do Banco Santander foi alvo de ataque. Bandidos foram presos logo depois. Mas a paz se foi.

Assaltos têm aumento neste ano

Ataques aumentaram na região noroeste. Foram 18 ocorrências até ontem . Em todo o ano passado foram 13 casos. Neste ano, Rio Preto foi um dos alvos, no dia 30 de abril. Para o comando da PM, agências bancárias deveriam ampliar a segurança. “As instituições financeiras devem zelar por sua segurança”, afirmou o coronel Azor Lopes.

Em nota, a Febraban (Federação dos Bancos do Brasil) afirma que vê a situação “ com extrema preocupação “ e que participa de grupo integrado de polícias para aumentar a segurança.  Jornal Bom Dia

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password