PM arrecada doações para menino de 11 anos resgatado de tambor

A Polícia Militar de Campinas está arrecadando doações de roupas e brinquedos para o menino de 11 anos que foi resgatado no último domingo (31) após passar um mês acorrentado e trancado dentro de um barril pelo próprio pai. Pesando somente 25 quilos, o garoto, que estava no hospital Ouro Verde, foi transferido e internado no Hospital Mário Gatti.

Segundo a Polícia Militar, o menino, que estava completamente nu, desnutrido, e com aparente sinais de maus-tratos no momento do resgate, chegou a chorar e pediu para ser adotado por um deles depois de relatar alguma das situações que era submetido pelo pai, a namorada do pai e a filha dela. Todos foram presos em flagrante. O homem pelo crime de tortura e as duas por omissão. À polícia, Carlos Eduardo dos Santos, 31 anos, auxiliar de serviços gerais, tentou se defender, afirmando que o filho era violento e já havia tentado fugir de casa.

O caso foi descoberto após uma denúncia anônima, mas a situação da criança já era acompanhada pelo Conselho Tutelar, que não retirou a menino do local durante as denúncias anteriores. Em nota de esclarecimento, o órgão informou que, em janeiro, recebeu a notícia de que “a situação da criança e da família vinha evoluindo bem e positivamente”

Face a situação de abandono que o menino se encontrava e após a repercussão do caso, o prefeito de Campinas, Dário Saadi, deu um prazo de 24 horas para que um relatório sobre os atendimentos dados ao garoto pelas secretarias responsáveis fosse apresentado.

A crueldade sofrida pelo menino ao longo de 7 anos também despertou a solidariedade de diversas pessoas ao redor do país. Doações de roupas e brinquedos estão sendo entregues na 2ª Companhia do 35° Batalhão da Polícia Militar, onde estão sendo armazenados para serem entregues ao garoto, assim que o Ministério Público decidir qual será o destino da criança.

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password