Pinato reúne Maia, ministros e deputados do PT e PSL em lançamento da Frente Brasil – China 

O lançamento das Frentes Parlamentares Brasil-China e BRICS, ambas capitaneadas pelo deputado federal Fausto Pinato (PP-SP), conseguiu na noite desta quarta-feira (3), agregar oposição e situação num mesmo lugar e em clima de bastante harmonia. Depois do bate-boca protagonizado pelo deputado do PT, Zeca Dirceu, e políticos do PSL, na CCJ, os parlamentares reuniram-se no clube do Exército para o jantar de confraternização de lançamento dos referidos colegiados. 

Fazendo as honrarias da casa, Pinato disse que o dia era de celebração.  “Hoje aqui não tem esquerda nem direita, estamos todos celebrando a amizade de países irmãos, tanto a China, o nosso maior parceiro econômico, quanto os países árabes, o nosso segundo maior comprador. É importante, sim, ampliar relações com Estados Unidos e Israel, mas sem esquecer das nações que há anos tem contribuído com o nosso desenvolvimento econômico”. 

Além do presidente da Câmara Rodrigo Maia, passaram por lá, o líder do PSL na Câmara, Delegado Waldir,  deputados do PSL – que no início do ano foram criticados pelo filósofo Olavo de Carvalho por visitar a China– Aline Sleutjes (PSL-PR) ,Carla Zambelli (PSL-SP), Daniel Silveira (PSL-RJ) Felício Laterça (PSL-RJ) Delegado Marcelo Freitas (PSL-MG )  Charles Evangelista (PSL-MG) Julian Lemos (PSL- PB) Heitor Freire (PSL- CE) Bibo Nunes (PSL) , João Carlos Gurgel (PSL), além de Luiz Miranda (DEM) , os petistas Alencar Santana – SP, Carlos Veras, Carlos Zarattini, Enio Verri, Vicente Cândido, José Ricardo, além de senadores, militares, e outras autoridades. 

Solenidade de lançamento 

Pela manhã, com a presença do Ministro da Secretaria de Governo, Santos Cruz,  do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto, embaixadores e deputados tanto governista quanto da oposição, a Câmara lançou a Frente Parlamentar Brasil-China . 

Presidente do Colegiado, durante a solenidade realizada no Auditório Nereu Ramos, o deputado Fausto Pinato (PP-SP) ressaltou a importância da China que neste ano completa 10 anos como a maior parceira comercial do Brasil e criticou correntes do governo que pregam o distanciamento da País Asiático. 

“A China é essencial para o crescimento do Brasil. Existem filósofos que estão fora do País, opinando sobre as nossas exportações, que não sabem o que dizem,  e não deveriam opinar sobre o que não têm conhecimento”, afirmou o deputado, em clara alusão ao filósofo Olavo de Carvalho que desde o início do governo Bolsonaro tem feito críticas a parceria dos dois países. 

Pinato, que atualmente preside a Comissão de Agricultura, também citou a última polêmica do governo envolvendo os judeus e árabes. “O Brasil é o berço da amizade, temos parcerias com todas as nações e vamos continuar sendo assim. É importante estreitarmos os laços de cooperação com os Estados Unidos e Israel, mas isso não significa deixar de lado os árabes e palestinos, hoje nosso segundo maior parceiro econômico”, analisou.   

Já o Ministro da Secretaria de Governo, Santos Cruz exaltou a cultura milenar chinesa e defendeu o relacionamento entre os dois países em virtude da expansão dos negócios bilaterais. Gustavo Canuto, Ministro do Desenvolvimento Regional, salientou que o Brasil precisa aperfeiçoar e não romper com as parcerias existentes, acrescentado “Temos muito a ganhar com essa parceria, conte conosco”, afirmou. 

O embaixador da China, Yang Wanming,  exaltou a parceria entre os países afirmando que a China espera a visita do presidente Bolsonaro e que o presidente chinês, Xi Jinping, virá ao Brasil, país que sediará a cúpula do BRICS neste ano. 

BRICS

A solenidade também marcou o lançamento da Frente do Congresso Nacional BRICS (Brasil, China, Rússia, Índia e África do Sul), cuja coordenação também está a cargo do deputado Fausto Pinato. Além dos ministros de Estado, marcaram presença no evento o embaixador da China, representantes das embaixadas dos países membros do BRICS, além da Palestina e de  países como Estados Unidos, Bolívia, Guiné-Bissau, Austrália, a Federação das Associações Muçulmana no Brasil , empresários, Instituto Confúcio, IBrachina, entre outros. 

0 Comentários

Deixe um Comentário

15 − 1 =

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password