Pinato pede intervenção para avaliar casos de meningite na região

O deputado federal Fausto Pinato solicitou nesta quarta-feira, 05, intervenção do Ministério da Saúde para avaliar a incidência de casos de meningite na região.

Por meio do pedido feito ao ministro Gilberto Occhi, a Secretaria de Vigilância Epidemiológica do Ministério passa a realizar um monitoramento das notificações para avaliar eventual surto e combater novos casos. O parlamentar estava acompanhado pelo prefeito de Olímpia, Fernando Augusto Cunha.

Na última segunda-feira, 3, um garoto de 7 anos morreu com suspeita de meningite em Barretos. Miguel Henrique Costa Simões de Souza era de Olímpia e estava internado há quatro dias na Santa Casa de Barretos, mas não resistiu.

Já um adolescente de 17 anos morreu na madrugada desta quarta-feira, 5, depois de ser internado na UTI da Santa Casa de Fernandópolis, com suspeita da mesma doença. Daniel Júnior da Silva foi internado na Santa Casa, encaminhado para a UPA da cidade, mas, devido à evolução rápida da doença, veio a óbito.

Ao deputado Fausto Pinato, o Ministério da Saúde afirmou que os casos de meningite registrados na região até o momento não apresentam vínculo epidemiológico entre si e, portanto, não caracterizam surto da doença, mas que uma avaliação mais aprofundada na região será capaz de garantir o controle mais amplo da doença.

Sobre a doença

A meningite é uma doença que atinge o sistema nervoso, caracterizada por um processo inflamatório que atinge a membrana que envolve o cérebro e a medula espinhal das pessoas. Mais frequentemente é ocasionada por vírus ou bactéria. O tipo de tratamento depende do agente que causa a doença: vírus, bactéria, fungos, parasitas, outros. Nas meningites bacterianas é importante conhecer o tipo de bactéria envolvida de forma a possibilitar o tratamento correto. Para isso é necessário realizar exames para confirmar a meningite.

Os sintomas frequentes são febre alta e persistente, dor de cabeça por vezes insuportável, dor na nuca podendo ocasionar rigidez no pescoço, vômitos, perda do apetite, sonolência, confusão mental, agitação, grande sensibilidade à luz. Pode apresentar ainda manchas no corpo, diarreia, crises convulsivas, coma. As crianças normalmente permanecem quietas, pouco ativas. No caso das meningites bacterianas a evolução é muito rápida, podendo se agravar em horas.

O paciente necessita receber o antibiótico o mais rápido possível. (Com informações do Ministério da Saúde)

0 Comentários

Deixe um Comentário

18 − catorze =

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password