Votuporanguense ganha sorte grande e pesca um Pirarucu de 50 quilos no Rio Grande

“Um dia abençoado por Deus”. Estas foram as palavras do pescador amador Wendel Rodrigo da Silva, 32 anos, que teve a sorte grande de capturar na modalidade de pesca subaquática um peixe gigante, da espécie Pirarucu (peixe nativo da Amazônia e o maior peixe de escama do Brasil).

 

O que mais chama a atenção é que o peixe foi capturado no Rio Grande, no represamento de Água Vermelha.

Segundo informações, a espécie gigante teria escapado de um criadouro na região do município de Paulo de Faria, e se espalhou pelo represamento de Água Vermelha.

O pescador disse que foi arrastado pelo “gigante” por aproximadamente uma hora e meia, até que com o auxílio de um barco e outros amigos pescadores, pode levá-lo para a beira do lago e tirar o “bichão”.

Ao ser questionado o lugar exato de onde conseguiu o “troféu”, o pescador despistou dizendo ser “em algum lugar do Rio Grande”, claro para não dar brecha aos seus “concorrentes”.

A espécie capturada por Wendel pesa nada menos do que 50 quilos e mede 1,77 de comprimento.

Desde então, o pescador votuporanguense tem sido a sensação de amigos e familiares. Em sua loja, a Casa Conchego, no bairro Santa Amélia, em Votuporanga tem sido ponto de encontro e Wendel mostra com alegria e muita satisfação fotos e vídeos de sua conquista.

O peixe pirarucu (Arapaima gigas), originário da bacia hidrográfica Amazônica, tem certas características biológicas e ecológicas que o torna particularmente atrativo para as populações locais. É um peixe grande que pode chegar ao comprimento de até três metros e pesar mais de 250kg, e é conhecido como o “Gigante Amazônico”.

 

Entretanto, devido á pesca predatória, sua sobrevivência está ameaçada e seu tamanho médio está diminuindo, apesar de ainda serem encontrados alguns indivíduos com mais de dois metros e pesando mais que 125 kg.

 

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password