Perto de virar torcedor, Gobbi quer se vingar com cobranças

A poucos meses do fim do mandato, o presidente do Corinthians, Mário Gobbi Filho, não esconde o alívio por estar perto de virar “um torcedor comum” do clube. Depois das eleições para a escolha do novo mandatário, que ocorrerão na primeira quinzena de fevereiro, Gobbi promete “se vingar”.

“Estou louco para voltar para a arquibancada porque eu quebro cobrar ser campeão paulista em 2015, da Copa do Brasil, da Libertadores, do Brasileiro, tudo com melhor campanha, quero ganhar quarta e domingo… Vou ser torcedor. Tudo o que me trituraram, vou triturar também”, disse o criticado ainda presidente, após o empate por 1 a 1 com o Palmeiras, neste sábado, no Pacaembu, pelo Brasileirão.

Palmeiras x Corinthians quase teve 'momento briga de rua'Clique no link para iniciar o vídeo

Palmeiras x Corinthians quase teve “momento briga de rua”

Diretor de futebol de Andrés Sanchez entre 2008 e o fim de 2010, Mário Gobbi voltou para o dia a dia do futebol como presidente, ao vencer as eleições de fevereiro de 2012. Com ele, o Corinthians foi campeão da Libertadores, do Mundial, do Paulisto e da Recopa. Diferentemente de Andrés, que licenciou-se em dezembro de 2011, meses antes das eleições, Gobbi deve seguir no cargo até os primeiros meses do próximo ano.

“A pessoa tem que saber o quanto dói ter de ganhar e ser triturado. Isso é pior que tortura. Nosso futebol é isso aí hoje. Ninguém aguenta mais, nem jogador, nem comissão técnica, nem dirigente”, ressaltou.

O ex-diretor de futebol Roberto de Andrade será o candidato da situação, com André Luiz de Oliveira, o André Negão, e Jorge Kalil como vices. Já a chapa de oposição deve ter Paulo Garcia como candidato, com o apoio do ex-diretor Antonio Roque Citadini.

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password