Pé na estrada e vamos caminhar?

Grupo se mantém unido desde 2008 e realiza encontros mensalmente com muita diversão e animação

A funcionária pública Vande de Fátima, de 55 anos, sempre teve um sonho desde a sua adolescência, fazer o “Caminho de Santiago”. Ao compartilhar com amigas seu desejo, descobriu que elas também tinham o mesmo ideal, foi aí que surgiu a ideia de fazerem caminhadas mais longas e por estradas de terra. Foi assim que nasceu o grupo “Pé na estrada”.

“Em março de 2008, fizemos nossa primeira caminhada “Pé na estrada”. Fomos de Votuporanga ao Bairro dos Portugueses (Nhandeara). Foram 23 km de muito sol, poeira, lógico que no final teve quem desmaiou, mas não desanimamos e estamos firmes até hoje”, contou Vande.

Os casais que estão desde a primeira caminhada são: Vande de Fatima Medeiros Barretta e Antonio Donizeti Barretta; José Roberto de Oliveira e Rosângela Vilela de Menezes; Sonia Aparecida Nunes Tozzi e Luiz Tozzi; Meiri Cruz Araujo e Claudevir de Araújo; e Rosemar Vilela de Carvalho e José Roberto de Carvalho.

Vande explicou que os encontros são realizados uma vez por mês. “Geralmente somos convidadas por proprietários de sítios/fazendas/chácaras ou a gente mesmo se convida. Depois que temos o local, começa a pesquisa do roteiro para a caminhada, a sinalização, sempre considerando se a caminhada será no domingo pela manhã ou no sábado ao anoitecer. É muito divertido. Geralmente esta parte é feita por Vande/Olga/Rosa/Zis, acontece de tudo, desde ficar atoladas, improvisar ‘pontes/pinguelas’, correr de gado. O making­off é espetacular”, contou.

Não dá para se ter um número exato de pessoas que participam dos encontros, pois o grupo é aberto. “Sempre aparece gente nova, os denominados ‘virgens’. Quem participa uma vez e gosta convida um amigo/a e o grupo vai crescendo. Atualmente deve ter em média 35 pessoas que caminham e mais 30 que comparecem no final da caminhada para participar do almoço ou janta, dependendo do horário da caminhada”, disse.

Vande falou que qualquer pessoa pode participar das caminhadas, mas desde que tenha um pouco de preparo físico.

“Às vezes a caminhada é de 10km, outras vezes 15 km. Em algumas temos o ‘Samu’ (carro de apoio), outras não. Então, se a pessoa não tiver preparo acaba não conseguindo e geralmente fica muito chateada, envergonhada. Mas daí parte para uma atividade e volta com todo vapor, fazendo parte do pelotão da frente. Na nossa caminhada cada um caminha no seu ritmo, o super rápido, o mais lento, têm pelotão para todos”.

Objetivos

Vande contou que no início o principal intuito do grupo era o fato de caminhar, estar em contato com a natureza e sair da comodidade de casa. “Aos poucos fomos descobrindo o quanto de pessoas conhecemos, cada um sempre acaba convidando alguém e todos vão se interagindo, surgindo novas amizades. O legal também é que muitos casais, às vezes a esposa curte caminhar e o marido não gosta. Não tem problemas, ela caminha e ele vai ao almoço/jantar ou vice­versa, pois no final de cada caminhada tem um almoço ou o jantar, que é pago. A bebida cada um leva a sua”, disse.

No grupo, há pessoas de todas as idades e não é restrito somente para casais. “Percebe­-se então como o ser humano em grupo é capaz de compartilhar, cuidar, dar/receber estímulos. Muitos participam da caminhada com o objetivo de chegar, outros com o objetivo e curtir cada pedrinha/florzinha do caminho, outros de saber quantos km ainda faltam para chegar. Mas, enfim, é muito gratificante saber que enquanto estão todos na estrada a rotina do dia a dia, o stress do trabalho, os problemas, as dores, a inércia do sofá, não faz parte daquele momento. Vamos caminhando e rindo muito. O importante é ser feliz”.

Encontros

A próxima caminhada está programada para acontecer no dia 24 de maio. “Não temos muito compromisso com data (ser a 1ª, 2ª 3ª ou 4ª semana do mês) porque é muito difícil harmonizar data que dê certo para todos”, contou Vande.

O grupo “Pé na estrada” tem também a tradicional Festa Junina que é realizada desde 2011. “Sempre realizada no sítio do Olavo/Clenira, é uma festa maravilhosa. Faremos este ano dia 6 de junho e os convites já estão à venda”.

No mês de novembro também tem a “Caminhada amigo da onça” (popular amigo secreto) que é realizada no sítio do Toninho Magosse/Dê.

“Cada caminhada tem um bolo, que se canta “parabéns” para os aniversariantes do mês. Agradecemos imensamente os colaboradores que fazem o churrasco, a comida, que leva a caixa térmica para colocar as bebidas, que lavam seus pratos, os que se preocupam com o lixo, porque são estes detalhes que faz o grupo permanecer unido”, completou Vande. Isabela Jardinetti/A Cidade

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password