Páscoa provoca aumento de 10% nas vendas

Segundo Associação Brasileira da Indústria de       Chocolates, Cacau, Amendoim, Balas e Derivados (ABICAB), os diversos       pontos de vendas de São Paulo, como supermercados, lojas de departamentos,       entre outros, receberam mais de 100 lançamentos de ovos de       Páscoa.

Os números comprovam que os       brasileiros continuam apaixonados por chocolate, principalmente nesta       época do ano. “A Páscoa de 2012 foi responsável pela produção de cerca de       18 mil toneladas de produtos, com 80 milhões de ovos vendidos em mais de       800 mil pontos de venda do País. Estes números mostram que o mercado de       chocolate neste período se manteve estável em relação à 2011”, lembra       Ubiracy Fonseca, vice-presidente de Chocolate da       ABICAB.

Segundo Fonseca, os dados       relativos a 2012 ainda não foram fechados, mas estima-se que a produção       acumulada do ano tenha ficado estável em relação a 2011. “O setor seguiu o       movimento da economia do País, que apresentou um cenário de baixo       crescimento”, explica. Ele lembra que, atualmente, o consumo per capita       anual no Brasil é de 2,2 kg. Há três anos o consumo era de 1,65 kg. Esse       aumento foi motivado principalmente pelo crescimento de renda da       população, que passou a incluir o produto na cesta de       compras.

Além dos chocolates, o setor       supermercadista observa, também, aumento nos pescados (em especial o       Bacalhau), vinhos, azeites, entre outros produtos. O Panetone trufado é       outro produto de destaque, visto que apresenta alta expressiva nos últimos       três anos.

O maior consumo desses produtos,       somado à alta do dólar em 2012 onerando as matérias-primas importadas,       exigiu muito negociação dos supermercados para manter a alta dos preços       nos níveis da inflação, em média de 5% a 6%. “Nosso segmento negociou       exaustivamente com os fornecedores para conseguir preços menores no       chocolate, o que resultou em aumento menor do que a inflação quando       comparado a 2012”, diz João Galassi presidente da APAS. “Buscamos sempre       as melhores condições para os consumidores, considerando variedade de       produtos, qualidade e preços atrativos”, conclui.

O índice de contratações no       setor supermercadista nesta época do ano também sofre elevação, visto que       a Páscoa é a segunda melhor data para o setor supermercadista, ficando       atrás somente do Natal. Para 2013, o crescimento das contratações deve ser       de 4%, quando comparado ao ano passado.

Sobre a APAS – A Associação       Paulista de Supermercados representa o setor supermercadista no Estado de       São Paulo e busca integrar toda a cadeia de abastecimento. A entidade       conta com 1.200 associados, que somam 2.700       lojas.

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password