Palmeiras toma seis gols no primeiro tempo e é goleado pelo Mirassol

 

Com atuação desastrosa no primeiro tempo, o Palmeiras foi goleado por 6 a 2 pelo Mirassol na noite desta quarta-feira, pela 15ª rodada do Paulistão Chevrolet. Na parte alviverde da arquibancada do José Maria de Campos Maia, em Mirassol, ecoaram xingamentos até para quem não jogou, como o lesionado Valdivia. Daquelas noites para o torcedor palmeirense esquecer para sempre… Nem os sete desfalques – Valdivia, Henrique, Kleber, Maurício Ramos, Vilson, Souza e Maikon Leite – explicam tal vexame.

O Verdão não sofria goleada tão maiúscula desde 5 de maio de 2011, quando tomou 6 a 0 do Coritiba, ainda com Luiz Felipe Scolari no comando. No Paulistão, a equipe estava invicta desde a terceira rodada, quando perdeu para o Penapolense no Pacaembu.

Mesmo com o revés, a equipe da capital segue em sétimo lugar, com 25 pontos. Já o Mirassol, agora com 15, subiu para a 13ª posição.

PRIMEIRO TEMPO ALUCINANTE

A situação do Palmeiras começou a se complicar antes do apito inicial. Com indisposição estomacal, o zagueiro Maurício Ramos abriu espaço de última hora para a estreia de Marcos Vinícius, de 21 anos. Não poderia ser pior: logo aos 32 segundos, o jovem tentou cortar um cruzamento de André Luis e cabeceou contra o patrimônio, abrindo a contagem para os mandantes.

Atordoado, o Verdão se abriu e tomou mais dois gols antes que o relógio marcasse 15 minutos de jogo, ambos com Caion, livre à frente de Fernando Prass. O primeiro aos 9 e o segundo aos 11.

Kleina desfez o esquema com quatro volantes logo aos 18 minutos. Ronny, que não jogava desde o dia 17 de fevereiro, ganhou a vaga de Charles e foi o responsável pelo melhor momento do time na partida. Aos 22, ele cruzou da direita para Caio diminuir de cabeça. Aos 30, girou na entrada da área e bateu no canto esquerdo do goleiro Gustavo: 3 a 2 e esperança renovada.

O técnico palmeirense chegou a reclamar com a arbitragem sobre a demora no atendimento médico aos jogadores do Mirassol, mas seria melhor para o Alviverde que a bola rolasse menos. Com 39 minutos, Leomir cobrou falta com perfeição, marcou o quarto da equipe do interior e deu início a mais uma blitz.

Um enorme buraco estava aberto na defesa do Palmeiras. Medina, que entrara no lugar do lesionado André Luís, ganhou de Juninho no corpo, encobriu Prass e fez o quinto, aos 43. Três minutos depois, Camilo disparou pelo meio sem ser incomodado e bateu na saída do goleiro, selando incríveis 6 a 2 no fim da primeira etapa.

Pendurado com um cartão amarelo, Léo Gago deixou o campo no intervalo para a entrada de João Denoni, que não jogava desde 10 de fevereiro. Diante de um rival com o freio de mão puxado, a equipe dominou a posse de bola e até balançou as redes em novo cabeceio de Caio, mas até a arbitragem jogou contra, marcando falta inexistente.

Aos 18 minutos, com a temperatura do jogo bastante reduzida, Gilson Kleina resgatou outro “encostado”: Ayrton, fora desde 7 de fevereiro, substituiu Weldinho na lateral-direita.

Mineiro, que substituiu Pio aos 24 minutos, ainda perdeu uma incrível chance de fazer o sétimo gol, com Fernando Prass batido. No fim, Tiago Luís ainda saiu aplaudido para a entrada de Felipe Lima.

O próximo adversário do Palmeiras será o Linense, no Pacaembu. Já o Mirassol receberá o Penapolense. Os jogos serão no próximo sábado, às 18h30, pela 16ª rodada do Estadual.

FICHA TÉCNICA:

MIRASSOL 6 x 2 PALMEIRAS

Local: Estádio José Maria de Campos Maia, em Mirassol (SP)
Data/Horário: 27/3/2013 – 19h30
Árbitro: Vinícius Gonçalves Dias Araújo
Assistentes: Alexandre Basílio Vasconcellos e Leonardo Schiavo Pedalini

Renda/Público: R$ 112.836,00/ 4.159
Cartões Amarelos: Gustavo, Pio e Leomir (MIR); André Luiz e Marcos Vinícius (PAL)
Cartão Vermelho: –
GOLS: Marcos Vinícius, contra, 36” (1-0); Caion, 9’/1ºT (2-0), Caion, 11’/1ºT (3 -0); Caio, 22’/1ºT (3-1); Ronny, 30’/1ºT (3-2); Leomir, 39’/1ºT (4-2); Medina, 43’/1ºT (5-2) e Camilo, 46’/1ºT (6-2)

MIRASSOL: Gustavo, Pio (Mineiro, 24’/2ºT), Augusto, Gian e Diogo; Alex Silva, André Luís (Medina, 25’1ºT), Leomir e Camilo; Caion e Thiago Luís (Felipe Lima, 36’/2ºT). Técnico: Ivan Baitello

PALMEIRAS: Fernando Prass; Weldinho (Ayrton, 18’/2ºT), André Luiz, Marcos Vinícus e Juninho; Márcio Araújo, Charles (Ronny, 18’/1ºT), Léo Gago (João Denoni, Intervalo) e Wesley; Leandro e Caio. Técnico: Gilson Kleina

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password