Palmeiras cai para Atlético-MG reserva em dia de adeus

O Palmeiras se despediu do Pacaembu neste sábado e deixou para os torcedores uma última lembrança amarga do estádio que acolheu a equipe durante a construção de sua nova casa.

Mesmo diante dos reservas do Atlético-MG, o time paulista perdeu por 2 a 0, em jogo válido pela 33.ª rodada do Campeonato Brasileiro, e pode terminar o fim de semana novamente ameaçado pelo rebaixamento.

 

O resultado deste sábado deixou o Palmeiras com 39 pontos, na 13.ª posição, mas com quase todos os concorrentes da parte de baixo da tabela ainda com um jogo a menos. A partir de agora, o time terá o Allianz Parque como nova casa, que será inaugurada oficialmente no duelo diante do Sport, dia 19. Antes, no entanto, os palmeirenses farão o clássico diante do São Paulo, domingo que vem, dia 16, no Morumbi.

Já o Atlético-MG deixou o Pacaembu com três pontos mesmo com o foco total na Copa do Brasil, já que na quarta-feira inicia a decisão do torneio diante do Cruzeiro, no Independência. Do time que vinha sendo titular, apenas o goleiro Victor atuou, mas ainda assim os mineiros chegaram aos 57 pontos e subiram para a terceira posição, voltando ao G4 do campeonato.

A expectativa neste sábado era de um Palmeiras dono do jogo, se impondo diante dos reservas do Atlético-MG, mas foi justamente o contrário que aconteceu no primeiro tempo. Logo aos quatro minutos, os visitantes assustaram pela primeira vez, quando Dodô cobrou falta pelo lado esquerdo e, mesmo com pouquíssimo ângulo, arriscou direto. Fernando Prass voou na bola e fez linda defesa.

Henrique perderia chance inacreditável aos sete. Em rápido contra-ataque, Valdivia deu lançamento preciso para o atacante, que dominou já cortando o goleiro Victor na intermediária e, mesmo com o gol vazio, isolou. Mas foi só em todo o primeiro tempo. O Atlético-MG retomou o controle e teve bons momentos aos 21 e aos 26 minutos, com Marion e Rafael Carioca, que finalizaram mal.

De tanto insistir, a equipe finalmente marcou o primeiro aos 38. Dodô cobrou falta pela direita e o zagueiro Tiago desviou de cabeça, sem chance para Fernando Prass. A resposta do Palmeiras veio no minuto seguinte, quando Henrique aproveitou cruzamento da direita e cabeceou firme, exigindo boa defesa de Victor, mas o time paulista foi para o vestiário sabendo que precisaria melhorar, e muito, para o segundo tempo.

Dorival tentou promover esta mudança ao alterar a formação da equipe, com as entradas de Diogo e Mouche nas vagas de Allione e Mazinho. O Palmeiras passou a ficar mais com a bola, rondava a área atleticana, mas não conseguia transformar esse domínio territorial em gols. Na primeira chance que teve, o time mineiro chegou ao segundo. No contra-ataque, Dodô recebeu na intermediária, ameaçou bater e passou como quis por Renato. De frente para Prass, tocou com categoria no canto, aos 19 minutos.

O gol desanimou o Palmeiras, que sentiu o baque e reduziu o ritmo. Em uma trapalhada de Fernando Prass com Victor Luís, que se chocaram aos 25 minutos, Alex Silva quase marcou o terceiro. Por conta do forte impacto, o lateral palmeirense precisou ser substituído por Juninho.

A entrada de Juninho, mesmo que por necessidade, animou um pouco o Palmeiras. O lateral foi responsável por dois bons lances, mas no principal deles, aos 32 minutos, bateu muito fraco ao sair de frente para Victor. Aos 38, Diogo tentou de fora e a bola passou rente à trave, mas os donos da casa já estavam desanimados e pouco fizeram para correr atrás do empate.

FICHA TÉCNICA:

PALMEIRAS 0 X 2 ATLÉTICO-MG

PALMEIRAS – Fernando Prass; João Pedro, Nathan, Tobio e Victor Luís (Juninho); Renato, Marcelo Oliveira, Allione (Diogo) e Valdivia; Mazinho (Mouche) e Henrique. Técnico: Dorival Júnior.

ATLÉTICO-MG – Victor; Alex Silva, Edcarlos, Tiago e Pedro Botelho; Pierre, Leandro Donizete, Rafael Carioca (Paulinho), Eduardo e Dodô; Marion. Técnico: Levir Culpi.

GOLS – Tiago, aos 38 minutos do primeiro tempo. Dodô, aos 19 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO – Emerson Luiz Sobral (PE).

CARTÃO AMARELO – Pierre (Atlético-MG).

RENDA – R$ 602.520,00.

PÚBLICO – 24.368 pagantes (26.630 total).

LOCAL – Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP).

Fonte: Estadao Conteudo

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password