Palestra reúne grande número de participantes

O tema, por si só, já era motivo suficiente para estimular a participação de empresários na palestra desenvolvida sexta-feira à noite no auditório da Associação Comercial de Votuporanga.

 

 

E foi realmente o que aconteceu, com a presença significativa de empresários da cidade, notadamente lojistas, atraídos por um dos itens principais do roteiro de temas propostos para discussão: a implantação do shopping center na cidade e suas implicações no desenvolvimento das atividades dos estabelecimentos tradicionais.
Durante uma hora e meia, os irmãos Valéria Gerólamo Rodrigues e Carlos Eduardo Gerólamo prenderam as atenções comentando essa transformação a que o setor comercial estará sujeito depois da entrada em atividade do centro de compras.
Citaram os impactos positivos e negativos decorrentes dessa presença do shopping e comentaram experiências vividas em outras cidades, do mesmo porte ou um pouco maiores do que Votuporanga.
No início, enfatizaram, “o fator novidade vai pesar muito, atraindo clientes da cidade e de outras da região”, lembrando que essa atração não é motivada somente pelas lojas que vão funcionar no local, mas muito mais do que isso por outros atrativos, como a praça de alimentação, os cinemas, os dispositivos de lazer. “Isso, porém, passa e a reação do comércio fora do centro de compras tem que acontecer”, deixaram claro.
Segundo eles, a concorrência é muito importante e ela deve ser praticada de tal forma que faça com que “as pessoas busquem outras opções, atraídas principalmente pelas condições de bom atendimento, qualidade das mercadorias e, logicamente, pelos preços”.
Outros aspectos do dia a dia do comércio também foram objetos da palestra com a apresentação de alguns mecanismos que têm que ser levados em conta. “É fundamental que o comerciante conheça os clientes, que saiba como chegar ao público alvo de suas vendas”, disseram.
Para o presidente da Associação Comercial, Luiz Augusto de Oliveira, ao término da palestra foi fácil concluir que os presentes ficaram satisfeitos, tiveram a sensação de terem sido despertados para alguns pontos que são indispensáveis para evitar o impacto da entrada em operação do centro de compras, reagindo com naturalidade, mas com apego à importância de se melhorar as atividades de seus estabelecimentos, seja pelo atendimento mais qualificado, sejam pelas outras práticas que levem à manutenção e até o crescimento das vendas.

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password