Pai joga álcool na churrasqueira e provoca a morte do filho

Criança perto de fogo definitivamente é sinal de perigo. Em época de festas juninas e frio, mais ainda.

Em Campo Grande, Mato Grosso do Sul, um menino de apenas um ano morreu, por um dos erros mais comuns de quem vai acender uma churrasqueira ou a fogueira.

O pai da criança, achando que o carvão já estava apagado, jogou álcool na brasa e o fogo se espalhou pelo corpo da criança, que engatinhava ao lado.
No desespero, o pai ainda teve uma atitude correta, ao abafar o corpo do menino com um cobertor. Mas já era tarde e as queimaduras foram fatais.

A criança morreu no hospital.
Portanto, nunca é demais lembrar: para acender fogo, nada de material explosivo, como álcool e gasolina.

Se faltou dinheiro para comprar os acendedores mais modernos, gaste um tempo maior até conseguir a chama pelos métodos antigos, mas que não colocam a vida de ninguém em risco.

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password