Padre Izidoro é incluída no mapa do radar móvel

Aparelho alcança 500 metros em linha reta e pode fiscalizar mais de um veículo

Até o sábado, o radar móvel de Votuporanga pode estar em 13 ruas. A Secretaria de Trânsito, Transporte e Segurança divulgou no site da Prefeitura os locais onde o equipamento pode atuar.

O aparelho estará nas ruas Padre Izidoro Cordeiro Paranhos; Alagoas; Pernambuco; dos Catequistas; Sebastião Cechini e Alemanha. Nestes lugares, a velocidade máxima é de 40 km/h.

Além destas vias, o radar pode estar nas ruas Bahia; Minas Gerais; Rio de Janeiro; das Bandeiras; das Américas; Tibagi e Itacolomi. A velocidade máxima é de 50 km/h.

A fiscalização eletrônica com radar móvel começou em novembro. Na época, os eixos binários da cidade que abrangem as ruas: Bahia, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Paraíba, das Bandeiras, das Américas, Tibagi e Itacolomi foram vistoriados.

O secretário de Trânsito, Transporte e Segurança de Votuporanga, Alberto Casali, explicou o motivo da fiscalização eletrônica ter iniciado nos eixos binários. “Começamos o emplacamento de ruas pelos eixos binários, onde alguns motoristas estão trafegando com velocidade maior que a permitida”.

Ele disse que o radar móvel alcança 500 metros em linha reta e pode vistoriar mais de um veículo. “O aparelho é semelhante ao do policial rodoviário. Na hora em que o agente mira no veículo, dispara um gatilho e traz o equipamento para perto do corpo. Com motos, o policial vai soltar o gatilho na traseira do veículo”.

Multas

De acordo com o secretário, as multas dos radares móveis não têm valor fixo, depende da velocidade extrapolada pelo motorista. Casali acredita que em 10 dias toda a cidade será emplacada para receber o radar. “Teremos 100 pontos para o equipamento atuar”.

Atividade Delegada

O radar móvel é usado por policiais militares da Atividade Delegada. O titular da pasta contou que mesmo no fim de ano, o programa continua exercendo suas funções das 8 às 16h. “Caso houver necessidade poderemos tentar mudar, mas acreditamos que os maiores problemas ainda continuam em horário comercial onde a Atividade Delegada atua de forma eficiente”.

O objetivo da ação, dentre outras questões, é combater o comércio irregular, fiscalizar a perturbação e o sossego nos municípios, o funcionamento de bares, hotéis, pensões e similares e ainda o serviço de mototáxi. A estimativa é que até oito policiais militares atuem semanalmente. Oconvênio firmado tem duração de um ano, podem ser prorrogado por até cinco anos.

Andressa Aoki
andressa.aoki@diariodaregiao.com.br

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password