Pacientes que apresentaram sintomas de dengue devem procurar unidade de saúde

 

A Secretaria de Saúde convoca esses pacientes para confirmar ou descartar casos notificados; o procedimento irá definir as ações ambientais para o combate ao Aedes aegypti de pacientes com suspeita de dengue estão paradas na Vigilância Epidemiológica de Votuporanga sem a confirmação da doença. Isso porque os pacientes que procuraram os serviços de saúde em um primeiro momento com a suspeita, não retornaram para a coleta de sangue no 6º dia após os primeiros sintomas da doença. Sem a conclusão do diagnóstico as ações de bloqueio de criadouros do Aedes aegypti realizadas pelo Secez (Setor de Controle de Endemias e Zoonoses) ficam paralisadas, impossibilitando a efetividade do trabalho de controle ao vetor. A diretora de Atenção Básica, Vera Dorigão solicita aos pacientes que apresentaram qualquer sintoma de dengue, que procurem uma unidade de saúde para serem submetidas a exames para confirmar ou descartar a doença. “Pedimos a todas as pessoas que foram notificadas com a suspeita da doença, que procurem qualquer unidade de saúde. Precisamos concluir esses diagnósticos para que a Vigilância Ambiental possa iniciar as ações de combate ao Aedes. Sem essa intervenção, a doença continua circulante naquela residências e também no entorno “ – esclarece. Mesmo que o paciente não mais apresente os sintomas da doença (febre alta, dor de cabeça, dores no corpo, articulações e atrás dos olhos; náuseas, vômitos, ou coceiras) é imprescindível procurar com urgência por atendimento na unidade de saúde mais próxima, das 7h às 15h. A Vigilância Epidemiológica está rastreando os pacientes notificados, entretanto, a maioria deles não comparece à unidade para ser submetido ao exame confirmatório. Em Votuporanga, neste ano de 2016, 201 pessoas foram diagnosticadas com a doença. Neste mês de fevereiro, o município atingiu um coeficiente de incidência da doença maior que 300 casos/ 100 mil habitantes no período de sazonalidade da dengue (julho de 2015 a fevereiro de 2016), o que caracteriza uma epidemia da doença. Mais informações podem ser obtidas nas unidades de saúde do município ou na Vigilância Epidemiológica, pelo telefone 3405-9787. Mutirão de Limpeza Mais de duas toneladas de inservíveis foram retiradas de terrenos e residências nos dois últimos sábados em que o mutirão de limpeza “Todos Contra a Dengue” foi realizado em Votuporanga. A expectativa do Setor de Controle de Endemias e Zoonoses (Secez) da Secretaria Municipal de Saúde é de que até o final de abril, todos os bairros do município sejam atendidos. Aproximadamente 160 agentes de saúde e supervisores foram destacados para a força-tarefa que será realizada aos sábados, até o final do próximo mês. A ação mobiliza ainda funcionários das Secretarias de Assistência Social, Trânsito, Cidade, Educação, Obras e Superintendênciade Água, Esgoto e Meio Ambiente (Saev Ambiental) além de voluntários. Os agentes irão vistoriar as casas e orientar aos moradores sobre os riscos dos pequenos criadouros do Aedes nos quintais e a necessidade do descarte correto desses materiais. O Aedes aegypti é transmissor de doenças, como a dengue, zika vírus e febre chikungunya.

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password