Paciente e médico vão parar na delegacia após agressão

Um médico, uma paciente e a mãe dela foram parar na delegacia depois de uma confusão em uma Unidade Básica de Saúde em São José do Rio Preto (SP).

 

Elas dizem que foram agredidas durante a consulta, nesta sexta-feira (20). A agressão teria sido na UBS da Vila Toninho.

A paciente disse, em depoimento para a polícia, ter sido agredida pelo médico enquanto cobrava rapidez no atendimento. “Ele começou a me agredir dentro da sala dele e eu comecei a gritar, com isso, minha mãe chegou. Ela entrou no meio da confusão, aí ele pegou uma caneta e começou a furar a minha mãe”, afirma a vendedora Tainá Queiroz.

A mulher de 68 anos estava com os dois braços feridos. “Peguei minha filha e puxei para fora, mas ele pegou a caneta e começou a furar o meu braço”, diz a aposentada Maira Queiroz.

O médico não quis dar entrevista, mas afirmou que levou um soco da idosa e se defendeu, mas sem a intenção de machucá-la.  A prefeitura de Rio Preto disse que vai apurar o caso e deve analisar imagens de câmeras de segurança da unidade de saúde para saber exatamente o que aconteceu.

 

g1

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password