Operação “Corpus Christi”: PM Ambiental apreende 46 quilos de pescado e lavra 29 autos de infração ambiental

Seis pessoas foram conduzidas à Delegacia e quatro foram presas em flagrante delito

Com a finalidade da incrementar a fiscalização de atos de pesca predatória em áreas de interesse de pesca, cerca de 331 policiais militares ambientais distribuídos em 117 viaturas/patrulhas terrestres e 31 embarcações e ainda com o apoio das Bases de Rádio Patrulhamento Aéreo, para sobrevoo das áreas indicadas, participaram da operação “Corpus Christi”, realizada entre os dias 4 e 7 de junho.

Foram realizadas abordagens em 1.584 pessoas, sendo que destas, seis foram conduzidas ao Distrito Policial e quatro foram presas em flagrante delito. Foram apreendidas cinco armas de fogo e 27 munições. Fiscalizadas 288 embarcações, destas, sete barcos e seis motores, 92 redes de pesca que totalizaram 4.940 metros, seis tarrafas e 46 quilos de pescado foram apreendidos, sendo lavrados 29 autos de infração ambiental por pesca e 11 por prática de ato de caça, sendo apreendidas 32 aves silvestres e 31 gaiolas e alçapões.

Em uma estrada vicinal do município de Barretos, policiais ambientais daquela Base Operacional surpreenderam dois adolescentes com um quilo de crack, uma balança de precisão, uma faca, R$11,50 em dinheiro e duas bicicletas. Os Sindicados foram acompanhados por representante legal à Delegacia de Polícia local, onde permaneceram apreendidos sob custódia da Justiça, por infringir em tese o artigo 33 e 34 da Lei 11.343/06.

Operação Corpus Christi

O Comandante do 4º Batalhão de Polícia Ambiental informou que o objetivo da operação foi o incremento da fiscalização dos atos de caça e de pesca, bem como do transporte de produtos advindos dessas atividades, com potencialização da visibilidade do policiamento ambiental, seja nas ações embarcadas ou desembarcadas.

No dia 04 de junho comemorou-se o feriado nacional de “Corpus Christi”, sendo cediço que nos finais de semanas prolongados por feriados, a presença de pescadores amadores, embarcados e desembarcados é maior, principalmente nos mananciais existentes na área da Unidade, considerada a “região dos grandes lagos”.

Paola Munhoz/Votunews

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password