Número de motoristas embriagados cai 35% nas rodovias em Araçatuba

Desde janeiro, polícia rodoviária flagrou 1.500 motoristas embriagados. No mesmo período do ano passado, foram registrados 2.310.

O número de pessoas flagradas dirigindo embriagadas nas estradas da região noroeste paulista diminuiu. Multas e fiscalizações mais severas contribuíram para essa queda em Araçatuba (SP) e, agora, a polícia rodoviária espera que uma nova regra em vigor derrube ainda mais os números.

Nas rodovias da região de Araçatuba, o número de condutores flagrados dirigindo depois de beber caiu 35% em um ano. De janeiro até agora, a polícia rodoviária flagrou 1.500 motoristas embriagados, sendo que no mesmo período de 2013 foram 2.310.

Para a Polícia Rodoviária Estadual os números são resultado da fiscalização mais rigorosa e do endurecimento da Lei Seca que desde dezembro de 2012 aumentou o valor da multa aplicada aos motoristas flagrados depois de beber qualquer quantidade de álcool. “Houve uma maior conscientização e também uma mudança de comportamento que esperamos de todos os condutores da região”, afirma o capitão da polícia rodoviária Marcos Romansini.

Regras que ganharam uma nova resolução. Agora, o motorista abordado pelo policial pode até se recusar a fazer o teste do bafômetro, mas isso vai pesar no bolso. Ele vai ter que pagar uma multa de R$ 1.915 mil. O valor é o mesmo para quem tem comprovada a embriaguez ao volante. “Deu uma força maior na fiscalização, principal na questão do desgaste de ter de explicar a necessidade de fazer o teste e a questão de segurança para todos”, diz o capitão.

Nas cidades os flagrantes também são comuns. Segundo números do Detran, até novembro em Araçatuba foram feitas 418 notificações por embriaguez ao volante. Em São José do Rio Preto (SP) foram 422 e em Votuporanga (SP), 203. O motorista que é flagrado dirigindo depois de beber tem a carteira apreendida por um ano. Além disso, é obrigado a passar por um processo de reciclagem antes de voltar a conduzir um veículo. “A partir da data do vencimento da suspensão, seis meses antes a pessoa pode procurar uma autoescola para fazer o curso de reciclagem”, afirma Rodrigo Lopes, dono de autoescola. G1

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password