Número de homicídios é o maior em 11 anos em Votuporanga

O ano de 2012 foi marcado por um aumento expressivo nas mortes violentas em Votuporanga. Segundo dados da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo, foram 12 as vítimas de homicídios dolosos até dezembro, contra apenas sete de todo ano de 2011, o que representa um aumento de 63%.

 

Chamou a atenção da população crimes de grande comoção popular, como o latrocínio que tirou a vida do comerciante Portuga, o assassinato de um empresário dentro de uma loja de conveniência na Praça São Bento, a morte e o mutilação de um transexual no 1º Distrito Industrial, e mais recentemente, o rapto, roubo, e morte de Érica Diogo Guilherme, de 33 anos.

Para se ter uma ideia de quanto a situação em Votuporanga está incomum, a reportagem do A Cidade pesquisou o número de assassinatos nos últimos dez anos e constatou que desde 2001, anos em que os dados estão disponibilizados no site da SSP, 2012 foi o ano mais violento. Foram nove homicídios em 2001, sete em 2002, quatro em 2003, dois em 2004, três em 2005, cinco em 2006, um em 2007, quatro em 2008, dois em 2009, oito em 2010 e sete em 2011. Foram 52 homicídios dolosos, ou seja, com intenção de matar, registrados em Votuporanga, em 10 anos, sem contar os de 2012.

Como os dados divulgados apresentam um balanço até o mês de novembro deste ano, ainda não foi computada o crime do último sábado e outro ocorrido no início do mês. A dúvida é que, como a consumação do homicídio ocorreu em Cardoso, se a morte também será registrada ao quadros de homicídios de Votuporanga ou daquele município. Foram 11 até novembro e um neste mês, no dia 3 de dezembro, quando um rapaz de 23 anos foi executado a tiros na rua Ercole Sereno.

Além dos homicídios dolosos, quase um por mês, até novembro de foram registradas três mortes por homicídio culposo, sem a intenção de matar e 13 tentativas de homicídios, além de 576 casos lesões corporais em Votuporanga.

Região

Com 139 ocorrências registradas, as mortes intencionais apresentaram redução de 2,11% na região de São José do Rio Preto nestes 11 meses de 2012. Foram três casos a menos em relação ao período de janeiro a novembro de 2011, quando foram contabilizados 142. Na região de Votuporanga, alguns municípios não tiveram assassinatos em 2012. Cidades como Valentim Gentil, Nhandeara, Álvares Florence Cardoso atingiram taxa zero de vítima de crimes contra a vida. Outras como Parisi, Américo de Campos, Cosmorama e Mirassol, registraram um caso, respectivamente. Jales e Fernandópolis, município de população um pouco maior, tiveram até novembro de 2012, dois homicídios cada.

Votuporanga só perde na região para São José do Rio Preto, que com seus quase 420 mil habitantes, população mais que cinco vezes maior, registrou 21 assassinatos em 2012. Na região, ao contrário do que ocorreu na cidade, a diminuição dos últimos 12 meses foi de 6,63%, com 11 registros a menos. De dezembro de 2010 a novembro de 2011 foram registrados 166 homicídios dolosos na região de São José do Rio Preto, contra 155 entre dezembro de 2011 e novembro de 2012.

Furtos diminuem

Ao que tudo indica, 2012 não vai se encerrar apenas com números ruins no combate à criminalidade. Isso porque o número de furtos deve ser reduzido. Até novembro de 2012, foram 1332 furtos registrados na cidade, contra 1621 do mesmo período do ano passado. Já os furtos de veículos dispararam no mês de novembro, 15, contra cinco do mês de outubro e já somam 70 casos nesse ano.

Na região, os furtos em geral apresentaram uma queda de 9,13% de janeiro a novembro de 2012, com 2.549 ocorrências a menos em comparação com o mesmo período do ano passado. Nos últimos 11 meses foram contabilizados 25.359 furtos na região, contra 27.908 entre janeiro e novembro do ano passado.

Quanto aos roubos, foram 78 casos em Votuporanga. Também tiveram aumento significativo a ações positivas contra o comércio de entorpecentes. Foram 86 flagrantes de tráfico de drogas em 2012, contra 60, em 2011.

“Caso Érica”

As investigações da DIG sobre o crime que comoveu Votuporanga continuam. O delegado responsável pelo caso, João Donizete Rossini, afirmou que as investigações prosseguem, mas que os detalhes ainda não podem ser divulgados para não atrapalhar os trabalhos. Uma entrevista coletiva será agendada nos próximos dias para esclarecimentos à imprensa.

Homicídios em cidades da região

1º – São José do Rio Preto: 21 casos

2º – Votuporanga: 11 casos

3º – Fernandópolis e Jales: 2 casos

4º – Parisi, Cosmorama, Américo de Campos e Mirassol: 1 caso

5º – Valentim Gentil, Álvares Florence, Nhandeara, Riolândia e Cardoso: 0 caso

Dados da criminalidade em Votuporanga em 2012:

Homicídios dolosos: 11 casos

Mortes no trânsito: 18 casos

Homicídios culposos: 3 casos

Tentativas de homicídio: 13 casos

Lesão corporal dolosa: 576 casos

Feridos em acidentes: 1091 casos

Latrocínio: 1 caso

Estupros: 32 casos

Flagrante de tráfico: 86 casos

Roubos: 78 casos

Furtos: 1332 casos

Furtos e roubos de veículos: 75 casos

Jociano Garofolo – A Cidade

 

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password