Novo CDP de Riolândia vai abrigar presos de Votuporanga

O governo estadual vai dar início nos próximos dias a uma operação que vai tirar quase 500 presos do CDP (Centro de Detenção Provisória) de Rio Preto, localizado às margens da rodovia BR–153 e outras unidades prisionais, incluindo a Cadeia Pública de Votuporanga.

A estratégia do governo estadual será de fazer transporte dos detentos sem alarde, aos poucos. A transferência foi confirmada pelo governador Geraldo Alckmin (PSSB), na sexta-feira, na inauguração do CDP em Riolândia. A capacidade do novo presídio é de 786 detentos, que aguardam julgamento, segundo o governador. Riolândia fica a 140 quilômetros de Rio Preto.

Está a segunda unidade prisional de Riolândia. A cidade possui presídio de segurança máxima.

A transferência de presos também vai atingir outras cidades da região, o que deve fazer com o novo presídio atinga sua capacidade prevista em pouco tempo.

“Vamos tirar presos de Votuporanga, Fernandópolis, Jales, Guarani d’Oeste e 487 presos de Rio Preto. Vai aliviar Rio Preto”, afirmou o governador em entrevista coletiva em Riolândia. A nova unidade prisional custou R$ 37 milhões ao governo estadual.

Apesar da transferência de presos de Rio Preto, o CDP continuará com número de detentos acima da capacidade. Atualmente estão no CPD cerca de 1,9 mil presos. A unidade, inaugurada em 2002, tem capacidade para 768 presos.

De acordo com comunicado do governo estadual, detentos do CDP de Riolândia vão trabalhar no local. Também foram reservados espaços para salas de aula.

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password