Novo presidente do Fefecê diz que acredita em acesso à série A2

Jerri Falcão renunciou ao cargo de presidente do Fernandópolis Futebol Clube (Fefecê). Falcão deixa o clube “em alta” em razão da conquista do vice-campeonato da Segundona 2015 e consequentemente o acesso à Série A3 de 2016. O, agora, membro do conselho deliberativo da Águia deu lugar ao experiente dirigente de futebol, Espedito Vasconcellos Filho, 69 anos, natural de Jundiaí/SP.
Em entrevista à reportagem de “O Extra.net”, na tarde de ontem (7), o novo presidente do Fefecê declarou que seu objetivo sempre foi chegar à presidência do clube, desde que passou a residir em Fernandópolis, em fevereiro de 2015. “Eu não sou de fazer promessas, mas quero deixar claro aos torcedores do Fefecê, que caso o clube conquiste o acesso à Série A2, do ano que vem, não será nenhuma surpresa, em virtude do investimento que está sendo feito. Minha gestão será séria e transparente. Tenho experiência para isso. Dedicação não faltará. São 16 anos como dirigente de futebol”, destaca.

Ainda de acordo com o novo presidente, o elenco de 30 jogadores, que se apresentou ao treinador João Batista, nesta semana, é considerado inchado e não é definitivo. No entanto, Espedito garantiu que a Águia já tem sua base formada. “Estarei no amistoso contra o Mirassol, no sábado, para avaliar alguns nomes. Na próxima semana decidirei quem fica e quem será dispensado. Mas já adianto, o elenco deste ano é melhor do que o de 2015. Minha intenção ainda é trazer um meia de 28 anos, ex-Flamengo e um atacante de nível internacional”, acrescentou Espedito, que optou por não revelar os nomes dos atletas para não atrapalha as negociações.

COMPETIÇÕES

Espedito está na expectativa de que o Fefecê seja protagonista em todas as competições que disputar na temporada 2016. “Sou bem realista. Degrau por degrau. Na A3, nosso primeiro objetivo é o G8. Classificando para a segunda fase, iremos brigar pelo acesso à Série A2, pois vou trazer reforços pontuais. No segundo semestre pretendo disputar a Copa Federação Paulista, que dá vaga à Copa do Brasil. Minha intenção, ainda, é realizar amistosos internacionais para valorizar a categoria de base”, salientou.

FICOU POR AQUI!

No início de 2015, Espedito chegou a Fernandópolis com o objetivo de firmar uma parceria com o clube, o que resultou na contratação do treinador Ricardo Ling e de diversos jogadores para a disputa da Segundona daquele ano. Porém, a parceria não deu certo e Ling deixou o clube antes mesmo da estreia na competição. Espedito, por sua vez, ficou na cidade e investiu financeiramente no Fefecê.

JERRI FALCÃO

Alegando problemas pessoais, o então presidente da Águia, Jerri Falcão, renunciou ao cargo, em reunião com a diretoria, realizada na quarta-feira, no estádio municipal Cláudio Rodante. “Deixo o meu nome na história do clube e com a consciência tranquila de que fiz o melhor para resgatar o prestigio do Fefecê. Foi um trabalho que começou do zero. A sensação é de dever cumprido”, enfatizou.

Breno Guarnieri-O Extra.net

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password