Novo CR-V custa de R$ 84.700 a R$ 103.200

por LUÍS PEREZ
As carretas carregadas que cruzam a rodovia dos Bandeirantes (sim, outro dia Interpress Motor passou por duas delas, mas, em sentido contrário, não conseguiu fotografá-las) mostram que ele já chegou. O novo Honda CR-V desembarca no Brasil em três versões: LX 4×2 manual (R$ 84.700), LX 4×2 automática (R$ 87.900) e EXL 4×4 automática (R$ 103.200).

Vindo do México, o modelo está em sua quarta geração (as demais são de 1997, 2002 e 2007), com um design que trabalha a favor do carro. Embora pelo novo desenho o carro dê a impressão de estar maior, ele ficou um pouco menor – passou de 4,58 metros para 4,53 m, mas mantendo o entre-eixos de 2,62 m. Menos bicudo, com a grade frontal invadindo os faróis e as linhas das lanternas mais angulosas.

Em todas as opções, o motor é o mesmo 2.0 16V de 155 cv de potência. Apesar de ser um modelo até certo ponto rejeitado na revenda – o argumento geral é que, nessa faixa de preço, só se compra carro automático –, a versão manual traz um câmbio que promete. São seis velocidades, com super overdrive, que promete deixar o modelo bem esperto.

Novo Honra CR-V

Desde a versão de entrada, o modelo traz ar-condicionado, direção elétridráulica, controlador de velocidade, airbag duplo, computador de bordo, central multimídia, tecla Econ e freios com sistema ABS, entre outros itens.

Na versão top, o sistema VSA de estabilidade assistida traz como bônus o HSA (Hill Start Assist), que dá alguns segundos para que o motorista tire o pé do freio e coloque no acelerador sem que o veículo deslize. Outro detalhe interessante de conveniência é que o freio de estacionamento, acionado pelo pé na versão anterior, volta a integrar o console.

Seu interior lembra em muito o novo Civic brasileiro. Não é à toa. A ideia é que o consumidor se sinta em um sedã, com as comodidades de um crossover. Como no sedã, o novo CR-V traz o botão Econ, que ativa e desativa a função de assistência à condução econômica, encarregada de alterar vários sistemas do veículo (controle eletrônico da injeção, ar-condicionado e controlador de velocidade) a fim de privilegiar o baixo consumo – só que em vez de passar do azul para o verde, passa do banco para o verde.

Ao que tudo indica, a procura já faz com que o modelo seja oferecido com sobrepreço. Estivemos neste sábado (25) em uma autorizada da zona oeste de São Paulo e a pessoa responsável pelas vendas nos ofereceu uma unidade do novo CR-V por R$ 106 mil (R$ 2.800 a mais do que o valor sugerido). O lançamento oficial do modelo acontece apenas no início da segunda quinzena de março.

Fonte: http://www2.uol.com.br/interpressmotor/noticias/item42432.shl

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password