Nova Ford Ranger chega em agosto a partir de R$ 61,9 mil

Esta semana, a Ford apresentou, enfim, a nova Ranger, que chega somente às revendas em agosto, com preços a R$61,9 mil. Trata-se de um novo veículo, totalmente diferenciado, que em nada lembra sua antecessora. Desta vez, chega em 13 versões e três motores. Está disponível com cabines dupla e simples, motores diesel e flex, transmissões automática e manuais.

Com o modelo da Ford, o segmento de picapes agora está completo e atualizado. A Ranger vai disputar o mercado com a atual líder Chevrolet S10, Toyota Hilux, Mitsubishi L200, Nissan Frontier e Volkswagen Amarok. Este ano, de janeiro a julho, segundo dados da Fenabrave, foram comercializadas 7.369 unidades da Ford Ranger, quase 40% menos que a primeira colocada, a S10, que teve 18.712 unidades vendidas no período. Esse número baixo nas vendas pode ter sido causado por dois motivos: espera pela nova versão e atualização das concorrentes.

Mas durante o teste drive de 80 km realizado pela montadora na cidade de Salta, norte da Argentina, ficou claro que a Ford pretende ganhar posições no ranking. O teste foi feito em trechos de asfalto, cidade e off-road. No trajeto, dirigimos a versão Limited, topo de linha, equipada com motor 3.2 diesel, 4×4, com câmbio automático e cabine dupla (R$130,9 mil). Na picape, quatro jornalistas se revezavam no teste drive. No entanto, nem todos puderam dirigir a picape nos vários tipos de terreno.

Diário dirigiu a Ranger por 20 quilômetros em trecho de asfalto e off-road. No trajeto, foi possível utilizar algumas funcionalidades como a 4×4 reduzida, seletor eletrônico de tração e até sua capacidade de imersão, de 800 milímetros.
No asfalto, o câmbio automático de seis marchas respondeu bem, sem trancos e com trocas macias. Já no trecho off-road, onde passamos com a Ranger por um rio seco, ela enfrentou bem, com a tração 4×4 (que pode ser acionada com o veículo em até 120km/h), pedras, terra e lama. Com a 4×4 reduzida, descemos partes mais íngremes e enfrentamos alguns trechos alagados. Torque ela mostrou que tem. A suspensão para atravessar os trajetos mais difíceis também não decepcionou. Infelizmente, o trajeto de teste drive foi curto e muitos jornalistas ficaram até sem dirigir a picape.

No interior, o acabamento é muito bom. O volante, com revestimento em couro, possui os controles do som e do piloto automático. O painel é moderno e tem design totalmente diferente da antiga Ranger. Quatro pessoas viajam confortavelmente em todas as posições. A nova Ranger, aliás, oferece conforto de um carro de passeio de luxo. Ainda mais quando equipada com bancos de couro. Há muitas opções de porta-objetos. São 23 ao todo.

Além dos porta-objetos, conta com console no teto com porta-óculos, porta-luvas com capacidade para acomodar um laptop e um compartimento oculto sob o banco traseiro. Tem também um compartimento refrigerado no console, ligado ao sistema de ar-condicionado, com capacidade para seis latas de refrigerante. Equipamento útil, já que de acordo com a Ford, a Ranger tem autonomia de 1.000 quilômetros.

Ela oferece, dependendo da versão: ar-condicionado automático digital de dupla zona, GPS integrado com mapas do Brasil e tela de LCD de 5 polegadas, sensor de estacionamento traseiro, câmera de ré, computador de bordo, sensor de chuva, acendimento automático dos faróis, bancos elétricos com ajuste em 8 posições, piloto automático e controle de áudio no volante.

Possui sistema de som com entrada para iPod, USB e conexão Bluetooth para celular, faróis com ajuste de altura, retrovisores com rebatimento elétrico, trio elétrico com abertura e fechamento global e abertura elétrica do tanque de combustível.
No projeto da nova Ranger, que é global, foi investido US$1,1 bilhão. Com uma nova plataforma, ela passou por 1 milhão de quilômetros de testes, incluindo percursos no Brasil.

Motores e versões

A Ranger está disponível com três motorizações e 13 versões. O motores são o 3.2 Diesel de cinco cilindros, com 200 cv, e 2.5 Flex, de 168 cv com gasolina e 173 cv com etanol. A linha tem ainda um motor 2.2 diesel destinado para venda a frotistas. As transmissões são manuais, de seis, nos motores 2.2 e 3.2 diesel e automática de seis velocidades para as versões equipadas com motor a diesel.

Com modelos cabine simples ou dupla, motores Diesel 3.2 ou 2.2 (este último exclusivo para frotistas) ou 2.5 Flex, tração 4×4 ou 4×2 e versões de acabamento XL (frotista), XLS, XLT ou Limited.
É equipada com seis airbags (dianteiros, laterais e de cortina), sensores inteligentes de severidade de impacto, freios ABS, câmera traseira, sensor de ré, além de controle de estabilidade com 8 funções. O controle eletrônico de estabilidade é capaz de desempenhar as seguintes funções: controle de tração, controle automático de velocidade em descidas, assistente de partida em rampa, controle de oscilação de reboque, controle adaptativo de carga, controle anticapotamento, luz de frenagem de emergência e assistência em frenagem de emergência.

Por fim, são cinco versões com motor 3.2 diesel, quatro com motor 2.5 flex e quatro com o motor 2.2 diesel, este último exclusivo para frotistas. A Ranger 3.2 Diesel cabine dupla 4×4 XLT é equipada com trio elétrico, ar-condicionado digital de dupla zona, airbag duplo, freios ABS com EBD, controle eletrônico de estabilidade (ESP) com oito funções, diferencial traseiro blocante, piloto automático, áudio com Bluetooth, santantônio e estribos cromados, faróis de neblina e rodas de liga leve de 17 polegadas.

A versão 3.2 Diesel cabine dupla 4×4 Limited, topo de linha, vem também com airbags laterais e de cortina, GPS, câmera de ré, sensor de chuva, faróis com acendimento automático, bancos com ajuste elétrico em 8 direções, retrovisores com rebatimento elétrico, console refrigerado, santantônio estilizado e bagageiro no teto.

A versão 2.5 Flex cabine dupla XLT vem com trio elétrico, ar-condicionado digital de dupla zona, airbag duplo, freios ABS com EBD, piloto automático, áudio com Bluetooth, santantônio e estribos cromados, faróis de neblina e rodas de liga leve de 17 polegadas.

Toda a linha conta com 3 anos de garantia sem limite de quilometragem. De acordo com a Ford, o seguro custará, em média, 4,5% do preço.

Preços da nova Ford Ranger

Diesel cabine simples XLS 4×4 – R$97.900
Diesel cabine dupla XLS 4×4 – R$106.900
Diesel cabine dupla XLT 4×4 – transmissão manual – R$114.900
Diesel cabine dupla XLT 4×4 – transmissão automática – R$120.400
Diesel Limited com cabine dupla, tração 4×4 e transmissão automática – R$130.900

Flex 2.5 XLS, com cabine simples e pacote Top – incluindo airbags, vidros e espelhos elétricos, alarme, piloto automático, rádio e CD/MP3 com Bluetooth, comandos de áudio no volante, faróis de neblina e desembaçador do vidro traseiro – R$61.900
Flex com cabine dupla XLS – R$67.600
Flex cabine dupla XLT – R$75.500
Flex Limited por R$87.500 (diarioweb)

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password