No DF: Morre mulher que teve 90% do corpo queimado por companheira; caso é investigado como feminicídio

Segundo a Polícia Civil, suspeita ateou fogo em Tatiana Luz da Costa após uma discussão. Vítima sofreu paradas cardíacas nesta segunda-feira (30).

Morreu na manhã desta segunda-feira (30) a mulher de 35 anos que teve 90% do corpo queimado após um incêndio provocado em uma apartamento de Santa Maria, no Distrito Federal. Tatiana Luz da Costa estava internada há uma semana no Hran (Hospital Regional da Asa Norte). O caso é investigado como feminicídio.

Segundo o delegado Alberto Rodrigues, que investiga o caso, Vanessa Pereira de Souza, de 34 anos, ateou fogo na companheira após uma discussão.

Tatiana teve sete paradas cardíacas e não resistiu aos ferimentos. Já a mulher suspeita ficou com 40% do corpo queimado e também está hospitalizada, sob escolta da polícia. Não há previsão de alta médica.

Vanessa foi presa em flagrante, no hospital. De acordo com o delegado, as duas eram companheiras e estavam em casa, no condomínio Total Ville, quando houve a tentativa de feminicídio.

O incêndio

O Corpo de Bombeiros, que atendeu a ocorrência de incêndio, informou que quando os militares chegaram ao local encontraram o fogo já controlado. “Apenas o sofá e alguns outros utensílios domésticos foram queimados”, apontou a corporação.

No entanto, ainda de acordo com a corporação, as duas mulheres foram atingidas por um recipiente com álcool, o que teria agravado as queimaduras. “Segundo o Corpo de Bombeiros, apenas o couro cabeludo de Tatiana foi preservado.”

Já Vanessa, conforme os militares, teve partes do corpo atingidas por queimaduras de primeiro e segundo grau.

FONTE: Informações | G1/DF

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password