Neurologia pode voltar na Santa Casa até o fim do ano

Valmir Dornelas fez um balanço sobre os seus dois anos como provedor do hospital e garantiu que Neurologia está encaminhada

O empresário Valmir Dornelas esta prestes a deixar a provedoria da Santa Casa de Votuporanga no próximo dia 15. Em entrevista ao A Cidade , ele contou sobre os dois anos que esteve à frente da instituição e seus aprendizados e conquistas.

“A neurologia era um dos meus objetivos dessa gestão, mas vejo ela muito bem encaminhada. Estamos esperando a aprovação de R$1,3 milhão, que já está autorizado pelo governo do Estado para a compra de equipamentos para a nova UTI do hospital. O local terá mais dez leitos e vai poder atender melhor a população”, contou.

Ele disse também que o recurso de R$327 mil mensais para pagar os gastos do setor também foram aprovados, só faltam serem liberados também para a neurologia voltar a funcionar na Santa Casa.

“Não veio agora, mas estamos deixando tudo encaminhado. Já temos até a equipe médica para fazer o serviço, contratamos um neurologista, e assim que for liberado os recursos, ele vai trazer sua equipe médica para dar conta do serviço”, afirmou.

Valmir tem a expectativa de que até o fim do ano o governo do Estado possa liberar os recursos para o serviço ser retomado regularmente na Santa Casa.

Conquistas

“O meu grande desafio aqui foi conseguir o equilíbrio financeiro do hospital. Além disso, outra meta nossa era a valorização dos funcionários. E acredito que consegui isso, estamos em dia com todos nossos fornecedores, os salários dos colaboradores também. Estou deixando a folha do hospital em dia”.

Valmir disse que para conseguir este equilíbrio, ele fez várias mudanças na logística da Santa Casa, fazendo uma reforma financeira. “Batemos forte na redução de gastos e cortamos várias despesas”, explicou.

Ele disse que deixa a provedoria, mas que continua como diretor, pois lidar com o hospital o transformou em uma pessoa melhor. “É muito gratificante fazer o bem para o outro. Este trabalho voluntário que estou fazendo aqui me traz uma calma muito grande. Muitas vezes cheguei aqui bravo e sai completamente diferente. Por isso me sinto realizado com estes dois anos”.

Valmir citou entre algumas de suas conquistas, a instalação de ar­-condicionado em todas as alas do SUS, o 1º Leilão de Gado, a contratação de mais 30 médicos para o hospital e também a classificação da Santa Casa como hospital Estruturante.

“A Santa Casa ter se tornado Estruturante vai ficar para a história, hoje atendemos 53 municípios em alta complexidade, e isso com certeza foi uma grande vitória que tive o prazer de fazer parte”.

Ortopedia

O Ambulatório de Ortopedia da Santa Casa de Votuporanga já está pronto e de acordo com Valmir, deve ser inaugurado no dia 14 de julho. “Este espaço também foi uma grande conquista e para encerrar meu mandato com festa, vamos fazer esta inauguração oficial de um serviço que a população tanto precisa”.

Câmara hiperbárica

Outra novidade anunciada por Valmir durante a entrevista ao A Cidade foi a parceria com dois médicos da cidade para oferecer a Câmara Hiperbárica para os pacientes da Santa Casa.

“Vários vereadores já fizeram ofícios e indicações nos pedindo para oferecer este serviço. Já está tudo acertado com o doutor Rodrigo Teno e com o Edson Rapozero Junior e em breve vamos ter a Câmara Hiperbárica na Santa Casa”, revelou.

Despedida?

Valmir ressaltou que continua no cargo de diretor da instituição e que acha importante a alternância de provedores. “Fiquei muito feliz com a vinda do Luiz Torrinha, pois ele está com gás novo e cheio de ideias, e isso é muito bom para a instituição”, afirmou.

Perguntado se pretende ingressar na política para o próximo ano, Valmir foi categórico em afirmar que não tem nenhuma pretensão. “Deixo claro que não vou ser candidato a prefeito, só continuo aqui na Santa Casa como diretor fazendo este trabalho voluntário”.

Ele também agradeceu a todos que o apoiaram nestes dois anos. “Ser provedor é um desafio a cada dia. Agradeço muito a todos os diretores que estiveram comigo nestes dois anos, fazendo este trabalho voluntário maravilhoso”, concluiu. Isabela Jardinetti/A Cidade

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password