Natal: vende mais quem se planeja

Sebrae-SP orienta lojistas de rua, shopping e e-commerce a saírem na frente e lucrarem mais com a data; Escritório Regional do Sebrae-SP de Votuporanga promove palestra sobre o tema em Fernandópolis, Jales e Votuporanga

Com a proximidade do Natal, principal data para o comércio varejista, a estimativa é de que o período de fim de ano seja bom e surpreenda as expectativas, já que os consumidores, segundo o Serasa Experian, estão renegociando suas dívidas e tendo novamente acesso ao crédito. 

O Consultor do Sebrae-SP, José Carmo Vieira de Oliveira,  é taxativo e faz um alerta: “Quem quer vender mais precisa correr. A primeira parcela do 13º salário está para ser paga e o comerciante precisa atrair o consumidor para antecipar as compras de fim de ano. Esqueça  aquele velho ditado popular que diz que brasileiro deixa tudo para última hora. Faça diferente e bole promoções para as pessoas comprarem agora”, aconselha.

O tempo é curto, mas ainda dá tempo. A palavra chave é planejamento. O especialista em marketing do Sebrae-SP diz que antes de mais nada o empreendedor precisa fazer um check-up do histórico de vendas.  “Relembre o desempenho dos anos anteriores: quais foram os produtos mais procurados; o que encalhou; quais foram os horários de pico; como foi o preparo da loja; atendimento; quantos funcionários temporários contratou e se teve problema com troca de mercadorias”.

No caso de reforçar a equipe o momento de contratar é agora. Faça um contrato com uma empresa de prestação de serviços de 90 dias e, caso seja necessário, renove por mais 90. Não deixe para cima da hora. O funcionário temporário deve ser treinado, tem que conhecer os produtos e também precisam pegar o jeito da loja. Fique atento. A empresa que alocar o profissional precisa ter certidão de regularidade junto ao Ministério do Trabalho e esse empregado precisa ser registrados (CLT).

Outro ponto importante é aguçar os sentidos do consumidor: visão, tato, cheiro e paladar.  A vitrine independente do formato do negócio (rua, shopping ou e-commerce) precisa saltar aos olhos e convidar o cliente para entrar ou navegar, no caso da home page do site. “Fragrâncias agradáveis atraem frequentadores e tornam o ambiente mais gostoso. Tocar é uma necessidade da maioria, muitos gostam de mexer nas peças, provar e testar combinações e só depois efetuar a comprar. E, por fim, degustação. O cliente pode ser “fisgado pela boca” independente da área de atuação, mas, é claro, se o estabelecimento é voltada para alimentação é de bom tom oferecer pedacinhos do produto para ser provado na hora. Agora, se o ramo é outro, porque não oferecer um bombom, pedaço de panetone, frutas secas ou café? Gentilezas fidelizam clientes”, ensina Carmo. 

Palestras

O Escritório Regional do Sebrae-SP de Votuporanga promove, durante o mês de novembro, três encontros com o tema “Como vender mais e melhor: Natal”, com o objetivo de ajudar os empresários a aproveitarem a melhor época do ano, para as vendas. Em Jales, o encontro será na Associação Comercial Industrial da cidade, nesta quinta-feira (7/11), às 19 horas. Em Fernandópolis, no dia 19, às 19 horas, na Associação Comercial Industrial. Já em Votuporanga, o encontro será em 26 de novembro, às 9 horas, na Associação Comercial. Os interessados em participar de uma das palestras, devem fazer a inscrição pelo telefone (17)3421-8366 ou 0800 570 0800.

DICAS PARA O NATAL

Loja de Rua
– Invista no visual. Decore o estabelecimento com enfeites natalinos;
– Deixe os produtos expostos nos locais com maior trafico de clientes;
– Os artigos devem ficar na altura do olhar. O ideal é 1,60m, o que corresponde à média da estatura do brasileiro;
– Invista na iluminação para o dia e para a noite. A luz certa favorece a mercadoria. A vitrine precisa ser bem iluminada e o reflexo do sol deve ser controlado.
Loja de Shopping
– A concorrência está ao lado. O cliente sai da loja e a poucos passos encontra o concorrente;
– Busque um diferencial. Traga mercadorias de outros estados e misture com as peças que já costuma ter.
– Inove na vitrine. Mescle as peças tradicionais com as novas;
– Crie pontos focais. As lojas são pequenas, no geral têm 60m2, então é preciso saber usar o pouco espaço que têm;
– Aposte na venda cruzada. Ofereça mix de produtos. Por exemplo: calça, blusa, sapato e bolsa ou, caso o ramo seja alimentação, bacalhau, azeite, azeitonas e vinho.  O freguês é induzido a comprar os quatro. – Traga essa estratégia para o seu modelo de negócio.
E-commerce
– A home page também precisa estar no clima festivo. Uma diagramação atrativa e especial para a data é fundamental;
– A navegação precisa ajudar o cliente a ter detalhes do produto. Utilize o sistema de lupa (zoom) para o consumidor visualizar a peça. Ele substitui a necessidade do cliente tocar o produto;
– Transmita confiança.  Contrate o serviço de segurança e coloque testemunhais de quem já comprou;
– Respeite o prazo de entrega. Não se comprometa com uma data que não poderá cumprir.
Para os três modelos
– Bom atendimento.  No caso da loja de rua e shopping não escolha o cliente pela aparência. Todos, independente do tipo físico ou da roupa que está vestindo, precisam receber um atendimento impecável.  – No caso do site é preciso ter um espaço para o cliente conversar com alguém, seja por e-mail, chat ou telefone.
– Prepare o seu estabelecimento para o grande movimento. Agilidade e paciência serão fundamentais.
Fidelização
– Aproveite o movimento intenso para cadastrar todos os clientes.  Faça uma planilha simples com nome, telefone, endereço e e-mail.  Com essas informações você poderá avisá-lo sobre promoções e lançamentos por meio de malas diretas ou e-mail marketing.

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password