Mulher traída no dia do casamento pede R$ 50 mil de indenização em Votuporanga

Uma mulher de Votuporanga, que descobriu no dia do próprio casamento uma traição do marido quer indenização de R$ 50 mil por danos morais.

Ela se casou com o homem este ano. Após a cerimônia, ela teria recebido uma ligação telefônica de uma mulher que disse ser amante do marido dela. O casal se separou 30 dias depois. O ex-marido está morando com a outra mulher.

A ação será contra os dois, segundo o advogado contratado, que não é de Votuporanga. Ele pede indenização por danos morais e o ressarcimento das despesas que ela contraiu com o matrimônio.

Entendimento jurisprudencial ratifica a condenação até em segunda instância dos tribunais. Para os magistrados brasileiros, é direito das pessoas se divorciarem como de fatos fazem-na.

“Não há ilícito moral na conduta. No entanto, a ligação e o foto tem repercussão negativa perante a sociedade onde vive e, geralmente, vira assunto rotineiro de moradores”.

Em todas as decisões, os tribunais condenam os que cometeram ilícitos morais ou de conduta. Sair com a amante agrava mais a situação.

Na prática, os casamentos são um fracasso, mas as cerimônias transcorrem normalmente com a presença dos familiares e demais convidados.

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password