Mulher é presa por suposto envolvimento em homicídio

A Polícia Civil de Votuporanga cumpriu na manhã da última quarta-feira (19) a prisão de Gisele Rodrigues Hildebrando dos Santos, de 27 anos. Ela teve a prisão decretada pela Justiça por possível participação no assassinato do pedreiro Leandro Custódio dos Santos, de 35 anos de idade, que foi brutalmente assassinado com golpes de faca e facão, no dia 19 de maio, no Jardim dos Pinheiros.

A prisão da suspeita aconteceu por volta das 10h10. O mandato foi expedido na terça-feira pela 4ª Vara Criminal da Comarca de Votuporanga. A delegada Edna Rita de Oliveira Freitas, acompanhada do investigador Luiz Celso de Oliveira e da equipe da DDM (Delegacia da Defesa da Mulher), efetuou a prisão. Ela foi encaminhada à Cadeia Feminina de General Salgado.
A prisão da suspeita se deve por depoimentos que a incriminam como possível co-autora no crime. Segundo relatos de testemunhas durante as investigações, ela teria colocado uma faca no interior do carro de Leandro, buscando com isso que ficasse caracterizado que foi até a casa dela armado. Também foi relatado que o autor dos vários golpes de faca e facão, Thiago Maranho Fernandes, atual namorado dela, teve ajuda para fugir do local após o crime.
Para isso, Gisele teria oferecido a motocicleta dela para que Thiago saísse do local, antes da chegada da Polícia Militar. A moto foi encontrada na avenida Onofre de Paula, próximo ao canteiro de obras da rodovia Péricles Belini (SP-461). No dia do crime, Gisele defendeu Thiago. “Ele foi tentar me defender. Se não faz isso, eu estaria morta”, afirmou. As acusações contra Gisele também foram apontadas por testemunhas durante a reconstituição.

Assassinato
O crime aconteceu por volta das 12h25, em frente ao numeral 3457 da rua Germano Roback, cruzamento com a rua Mário Laridondo. Segundo o boletim de ocorrência, a polícia foi acionada a comparecer no local, após a informação de que havia acontecido uma tentativa de homicídio, em que um homem havia esfaqueado o outro. A unidade de suporte avançado do Samu foi ao local, onde encontrou Leandro caído na calçada, com graves ferimentos de arma branca, principalmente na cabeça. Ele foi levado à UPA (Unidade de pronto Atendimento), onde teve a morte confirmada.
Ainda considerada uma testemunha, Gisele contou à polícia que foi casada com Leandro Custódio por treze anos e teve com ele um filho, hoje com 12 anos, um com sete, e duas meninas, de cinco e quatro anos. Segundo ela, o casal estava separado há dois anos, mas Leandro não aceitava o término do relacionamento. Foram registrados vários boletins de ocorrência contra ele, inclusive, Gisele tinha uma medida protetiva contra Leandro.
Ela disse que namora Thiago há um ano e três meses. Ainda segundo a versão dela, no domingo, Leandro foi até a casa, com um automóvel VW Fusca, acompanhando do sobrinho dele, Felipe. Leandro teria chutado o portão da casa da ex, e passou a brigar com Thiago na varanda da casa. O suspeito teria apanhado um facão e uma faca, e aplicado vários golpes contra Leandro. As agressões começaram em frente da casa, continuaram na calçada e a vítima caiu agonizando em frente a uma casa na rua Mário Laridondo. (Reportagem e foto: Jociano Garofolo/A Cidade)

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password