Mulher é presa após chamar atendente de unidade de saúde de “macaco” e imitar gorila

Caso foi registrado na manhã desta quinta-feira (17), em Araçatuba/SP. Dona de casa prestou depoimento ao delegado de plantão, pagou fiança de R$ 1,2 mil e foi liberada.

Uma dona de casa de 53 anos foi presa em flagrante por injúria racial na manhã desta quinta-feira (17), no bairro Umuarama, em Araçatuba/SP.

De acordo com o que foi relatado no boletim de ocorrência, a mulher tinha uma consulta marcada na Unidade Básica de Saúde (UBS). Ao chegar para receber atendimento, um funcionário de 53 anos pediu para a paciente esperar do lado de fora, seguindo protocolos de segurança por conta da pandemia.

Minutos depois, quando a dona de casa foi chamada por outra funcionária, disse que o homem que a tinha atendido anteriormente “era um macaco e não servia para nada”.

Ainda segundo o boletim de ocorrência, a mulher também disse que o funcionário era “um gorila” e “imitou o andar de um macaco”.

A Guarda Civil Municipal (GCM) foi acionada e conduziu a dona de casa à delegacia de Araçatuba. A mulher prestou depoimento ao delegado de plantão, pagou fiança de R$ 1,2 mil e foi liberada.

FONTE: Informações | g1.globo.com

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password