Mulher acusada de matar vizinha com facadas vai a júri

 
O Fórum da Comarca de Votuporanga já agendou dois próximos julgamentos no tribunal do júri. Um dos casos é o de um crime envolvendo uma briga de vizinhas que terminou em facadas e morte, no ano de 2012, no bairro São Cosme.
Lueni Alves Coelho vai ao banco dos réus acusada de aplicar quatro golpes de faca que tiraram a vida de Maria Luiza Cabral de Souza, de 51 anos de idade. O motivo do crime seria uma discussão causada por fofocas de um suposto caso amoroso entre uma delas com o ex-companheiro da outra.
O julgamento acontece no dia 14 de novembro às 9h, e será presidido pelo juiz de Direito Jorge canil. O sorteio dos 25 jurados acontece no dia 15 de outubro, às 13h15, na Sala de Audiências da Primeira Vara.
Segundo a denúncia do Ministério Público, representado pelo promotor Eduardo Boiati, o crime aconteceu no dia 18 de setembro de 2012, na rua Deocléssio Lasso. Para a acusação, o crime aconteceu por motivo fútil, utilizando-se de meio cruel e mediante recurso que dificultou a defesa da vítima.
A briga
Consta nos autos que Lueni e Maria já se conheciam, pois os ex-maridos delas eram irmãos, e assim mantinham relação de amizade, visto que eram vizinhas e frequentavam a mesma igreja.
A vítima mantinha união estável com um homem conhecido por “Pelé”, porém, algumas semanas antes do fato, a relação teve fim. Contudo, Maria Luiza suspeitava que Lueni estivesse se relacionando com Pelé há quatro dias, e ambas passaram a ter discussões, com xingamentos mútuos.
Crime
No adia do assassinato, Lueni foi até a frente da residência de Maria Luiza e passou a lhe xingar, dizendo que a vítima teria que provar que ela estaria saindo com “Pelé”. Em seguida a acusada, ainda segundo o Ministério Público, começou a arremessar pedras e vasos na casa da vizinha.
Maria Luiza saiu do interior do imóvel com um rodinho nas mãos e teve início uma briga entre as duas, momento em que Lueni sacou uma faca que levava na cintura e esfaqueou a vítima no pescoço, tórax e abdômen. Ela foi socorrida, mas foi a óbito em decorrência de hemorragia.
Após o crime, a vizinha, identificada como Lueni Coelho foi vista fugindo pelos fundos do São Cosme, onde existe uma mata fechada, passando pelo Córrego Marinheirinho, em direção ao Horto Florestal e dos bairros da Zona Norte. A Polícia Militar e investigadores da DIG (Delegacia de Investigações Gerais) e DDM (Delegacia de Defesa da Mulher) efetuaram buscas pela região, mas nada foi encontrado.
Apenas por volta das 18h, após uma denúncia anônima, várias viaturas da PM e a Rocam (Ronda Ostensiva com Apoio de Motocicletas), conseguiram localizar e prender a suspeita, numa estrada de terra próxima ao bairro. Jociano Garofolo A Cidade

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password