MP investiga denúncia de longas filas para atendimento na Upa de Mirassol

Pacientes precisam ficar em fila durante toda madrugada para garantir vaga. Segundo o Ministério Público, problema ocorre há pelo menos cinco anos.

O Ministério Público (MP) de Mirassol (SP) abriu um inquérito civil para apurar a denúncia de que pacientes precisam ir à Unidade de Pronto Atendimento durante a madrugada para conseguir marcar consultas e exames. A denúncia chegou ao MP após vários pacientes reclamarem de não conseguir atendimento no local, chamado Postão de Mirassol.

Segundo os pacientes, é preciso ir de madrugada para a frente do posto para tentar garantir uma vaga e, mesmo depois de horas de espera na fila, o agendamento não é garantido. Muitos dizem voltar para casa sem ser atendido. Centenas de pessoas enfrentam esse problema diariamente.

De acordo com o Ministério Público, a situação está assim há pelo menos cinco anos. O local reúne várias especialidades médicas e o problema ocorre desde o governo passado.

Diante das denúncias, o MP resolveu apurar porque a Central de Agendamentos não funciona no Postão e porque há omissão do poder público, já que muitos pacientes não teriam condições de ficar na fila de espera durante a madrugada. A maioria dos pacientes estão com a saúde debilitada. G1

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password