MP denuncia dono de academia onde criança se afogou em Rio Preto

Garoto ficou em estado grave, se recuperou, mas ainda tem sequelas. Dono disse que ainda não conhece o conteúdo da denúncia.

O Ministério Público denunciou nesta quarta-feira (18) o dono da academia onde uma criança de 8 anos ficou presa no ralo da piscina durante uma aula de natação, em abril do ano passado, em São José do Rio Preto (SP).

O MP também denunciou a professora de natação. A promotoria diz que houve negligência por parte da professora e do dono da academia, ao deixarem o menino ficar preso no fundo da piscina. Os dois foram denunciados por lesão corporal gravíssima e a pena varia de dois a oito anos de reclusão.

O menino ficou com sequelas graves após o acidente. Os representantes da academia disseram para a TV TEM que não vão se pronunciar porque ainda não conhecem o conteúdo da denúncia.

O caso
O pai da criança, o engenheiro civil Luís Aparecido Miguel, de 47 anos, registrou boletim de ocorrência na Delegacia de Defesa da Mulher (DDM), no dia 15 de abril, para tentar entender o que aconteceu com o filho.

De acordo com o pai, o filho estuda em período integral em uma escola e, por meio de um convênio entre escola e a academia de natação, ele fazia as aulas de natação duas vezes por semana, às terças e quintas-feiras.

Segundo informações do Corpo de Bombeiros, o menino fazia aula de natação e a ausência dele só foi notada quando já havia se afogado e estava no fundo da piscina. Os bombeiros foram chamados pela escola e o encontraram inconsciente, com parada cardiorrespiratória. G1

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password