Movimento #nãovaifechar abraça 100% HC de Fernandópolis

Imagens que ficarão guardadas na memória de um povo que lutou pelo não fechamento da Unidade do Hospital do Câncer de Barretos em Fernandópolis. O movimento #nãovaifechar que começou tímido e aos pouco foi tomando grandes proporções conseguiu um feito inédito. O número de participantes no evento conseguiu abraçar 100% o prédio da Unidade em Fernandópolis, em um gesto de amor e carinho, não só pelo físico, mas sim pelas pessoas que lutam pela vida e que são assistidas na cidade.

O ato teve início pouco depois das 9h00 na Praça Joaquim Antonio Pereira, e aos poucos, cartazes e faixas começaram a ganhar espaço entre os presentes. O povo de Fernandópolis em parceria com Jales e outras cidades da região estavam com um único objetivo de sensibilizar tanto Henrique Prata, presidente da Fundação Pio XII, mas também mostrar que o anuncio do fechamento não deve acontecer por respeito aos pacientes com câncer.

O movimento teve início após o anúncio do fechamento da unidade de Fernandópolis e possivelmente a de Jales. Henrique Prata pegou toda a sociedade de surpresa e, sem dar chance, “mandou” que a todos ajudassem a evitar o encerramento das atividades

O movimento buscou uma aproximação entre Henrique Prata e o governo do Estado de São Paulo, para evitar o fechamento da unidade, foi o que defendeu os organizadores e políticos da região. Deputados se colocaram a disposição para evitar o mal maior na cidade e pediram que o assunto não fosse mais inflamado.

O deputado federal Fausto Pinato, lembrou a necessidade de ambos darem um passo atrás e em comum acordo, acharem uma forma de evitar todo esse transtorno. O suplente de deputado estadual Gilmar Gimenes assumiu compromisso de intermediar um diálogo entre as partes com ajuda de outros secretários do governo Alckmin.

O deputado estadual Itamar Borges também se colocou a disposição da população fernandopolense e abraçou a causa, já que o problema não é só de Jales e Fernandópolis, mais de toda a região. Outros deputados, como Orlando Bolçone, Zico Prato e Carlão Pignatari também, por meio de ofício, foram solidários a causa regional.

Foi momento de unir força e deixar as diferenças políticas de lado. Candidatos, pré-candidatos, vereadores, partidários, deputados, presidentes de entidades, sociedade civil organizada e até anônimos deram as mãos em um ato simbólico em prol de uma causa justa.

A imprensa local e região deram ampla divulgação no evento e o fato deve chegara à mídia nacional.

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password