Motorista que dirigiu na contramão e provocou uma morte vai a júri popular

Acidente foi em abril de 2012, na rodovia Washington Luiz, em Rio Preto. Suspeito dirigiu por oito quilômetros na contramão até bater em outro carro.

Um motorista de São José do Rio Preto (SP) que provocou um acidente com morte depois de dirigir na contramão da rodovia Washington Luiz vai a júri popular. A decisão da Justiça foi anunciada nesta segunda-feira (10).

O acidente foi em abril de 2012, quando o motorista se envolveu em uma batida na rodovia, no trecho de Rio Preto, depois de dirigir por oito quilômetros na contramão e bater de frente com outro veículo.

O acidente provocou a morte de um empresário. De acordo com o Ministério Público, o suspeito estaria embriagado no momento da batida. Ele responde o processo em liberdade. O advogado de defesa disse que ainda não foi comunicado, mas que vai recorrer da decisão.

Como aconteceu
Depois de entrar na contramão na rodovia Washington Luiz, na alça de acesso à avenida Bady Bassitt, o rapaz seguiu na contramão no sentido Rio Preto/São Paulo por cerca de oito quilômetros. Ele só parou quando bateu de frente em um outro carro, que vinha no sentido correto. O motorista morreu na hora.

Na época, a Polícia Rodoviária Estadual recebeu a denúncia de um carro na contramão, mas não conseguiu parar o carro a tempo. Por causa do estado de saúde do motorista que dirigiu na contramão, não foi feito o teste do bafômetro ou exame de sangue que comprovasse a embriaguez.

Adriana Mazoni Pagoni, mulher da vítima, disse que o marido voltava de uma chácara onde estava organizando uma festa quando foi atingido. Ele estava em Cedral e voltava para Rio Preto. G1

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password