Motorista de Land Rover envolvido em acidente é solto

O Tribunal de Justiça de São Paulo concedeu o habeas corpus para o jovem Ricardo Furlan Lo Giudece, 22 anos, preso na Cadeia de Votuporanga desde o dia 15 de setembro deste ano pela morte de uma mulher em um acidente de trânsito.

 

O rapaz foi solto no final da tarde de ontem após a assinatura do alvará de soltura pelo juiz da 4ª Vara, Luiz Henrique Lorey.

O acidente aconteceu na noite de 14 de setembro no cruzamento da rua Ivaí com a Javari e matou a dona de casa Maria Sueli Zerloti dos Santos, um dia antes dela completar 50 anos. A vítima foi encaminhada para a Santa Casa de Votuporanga, mas não resistiu aos ferimentos e veio a óbito. Ela estava no banco do passageiro quando o automóvel guiado por seu marido foi atingido pela Land Rover Evoque Dynamic 5D conduzida por Ricardo.

Ricardo foi preso na tarde do dia posterior ao acidente pela Polícia Militar em sua residência. A prisão preventiva foi determinada pela juíza plantonista Carolina Marchiori Bueno Cocenzo em atendimento a pedido do Ministério Público.

O motorista chegou a ser detido após o acidente, mas foi liberado após quitar fiança de R$7 mil. Apesar disso, o MP manifestou pela prisão e a Polícia Militar cumpriu a ordem.

Durante o atendimento da ocorrência, os policiais militares notaram que Ricardo apresentava sinais de embriaguez, e realizaram o teste do etilômetro, que constatou que o rapaz apresentava 0,58 mg/l.

Segundo o advogado do acusado, Douglas Teodoro Fontes, Ricardo só será preso a partir de agora se for condenado em julgamento ainda a ser marcado pelo crime de homicídio na direção de veículo automotor. Para a defesa, a libertação do rapaz foi “justa”. “Estava um pouco exagerada a manutenção da prisão. Foi numa batalha árdua”, ressaltou.

 

Acidente

Segundo o boletim de ocorrência, o vendedor Ricardo Furlan Lo Giudice, 22 anos, conduzia a Land Rover com placas de Votuporanga pela rua Javari no sentido Vila Marin-Centro quando por volta das 19h, ao chegar no cruzamento com a rua Ivaí, desrespeitou a sinalização existente no local e avançou, atingindo o Ford/Corcel II com placas de Votuporanga guiado pelo pedreiro Silvio Flauzino dos Santos, 51, que seguia pela Ivaí.

Com o impacto da batida, o Corcel foi arrastado até ficar prensado no muro de uma casa localizada na esquina. A mulher de Silvio, Maria Sueli, e a nora do casal, a dona de casa Vanessa Cristina Silva dos Santos, 20, ficaram presas nas ferragens do automóvel e foram retiradas após o trabalho do Corpo de Bombeiros.

As duas foram encaminhadas ao pronto socorro da Santa Casa, assim como Silvio e o passageiro da Land Rover, o empresário Filipe Leme Macedo, 20. Maria Sueli deu entrada na Santa Casa de Votuporanga com parada cardiorrespiratória e faleceu por volta das 20h com politraumatismo, devido aos graves ferimentos.  André Nonato

 

 

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password